,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Rottweiler chama atenção dos pais e salva criança de convulsão
  • Mulheres discutem por boneco colecionável e conversa viraliza
  • Estado abre parcelamento de dívidas de impostos

No Twitter, Trump diz que é hora de trabalhar de forma construtiva com a Rússia
Agencia Estado
09/07/2017 11h00
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou há pouco em sua conta no Twitter que "é hora de seguir adiante e trabalhar de forma construtiva com a Rússia". No mesmo post, Trump disse que a negociação do cessar-fogo no sudeste da Síria, acordada com a Rússia e a Jordânia, "salvará vidas". Na série de posts feitos na manhã deste domingo, no entanto, Trump evitou comentar se ele aceitou ou não a declaração de Putin de que a Rússia não foi responsável por intromissões nas eleições norte-americanas de 2016. Trump escreveu na rede social após retornar do encontro do G20 na Alemanha, durante o qual teve uma longa reunião com o presidente russo Vladimir Putin. Disse que, na ocasião, "pressionou fortemente" Putin, duas vezes, sobre a intromissão do país nas eleições americanas, e que Putin "negou veemente" as conclusões das agências de inteligência dos EUA de que hackers e marqueteiros russos tentaram influenciar as eleições em favor de Trump. Trump não declarou se acredita ou não em Putin. Apenas postou que o líder russo "já sabe minha opinião". O presidente dos EUA tem dito acreditar que a Rússia provavelmente hackeou e-mails do Comitê Nacional Democrata e da equipe de Hillary Clinton, acrescentando porém que outros países provavelmente estariam envolvidos na ação. Ontem, durante a reunião da cúpula do G-20, Putin disse que Trump havia aceitado suas garantias de que a Rússia não interferiu nas eleições norte-americanas. Putin afirmou ainda que a conversa entre os dois pode ser um modelo para o aprimoramento das relações entre os países. De acordo com o presidente russo, ele e Trump tiveram uma longa conversa sobre o assunto. "Ele perguntou muito sobre o tema e eu tentei responder todos os pontos", disse. "Para mim, ele entendeu e concordou. Mas é melhor vocês perguntarem (ao Trump) sobre isso", disse Putin. Ainda ontem, Putin garantiu que um grupo de segurança cibernética criado pelos dois países deve evitar tais controvérsias em períodos de eleição no futuro. Trump mencionou a criação do grupo em um dos posts no Twitter desta manhã. Na sexta-feira, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, que participou do encontro de Trump com Putin, sugeriu que os dois lados tinham concordado em discordar sobre a questão da intromissão russa de modo a seguir adiante nas conversas e tratar de outras questões urgentes, como a guerra civil na Síria. "Com toda a sinceridade, não esperávamos outra resposta além da que recebemos", disse Tillerson, referindo-se à negativa da Rússia sobre a intromissão nas eleições dos EUA. Pelo Twitter, Trump declarou ainda que as sanções dos EUA à Rússia não foram discutidas durante o encontro e que "nada será feito até que os problemas da Ucrânia e da Síria sejam resolvidos!". Fonte: Associated Press.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar