,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • As fases de Nara Leão
  • 'Além da 9': Ronaldo deve ganhar série dirigida por Bruno de Luca
  • Há 55 anos, estreava 1ª novela diária da TV brasileira

Advogado de Trump teria pago US$ 130 mil por silêncio de atriz pornô
Agencia Estado
13/01/2018 11h00
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Michael Cohen, advogado pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pagou US$ 130 mil a uma atriz de filmes pornográficos para que ela não divulgasse a informação de que teve relações com o líder americano em 2006, quando ele já estava casado com Melania. A informação foi divulgada na sexta-feira à noite pelo Wall Street Journal e pelo New York Times. Cohen negou as acusações. De acordo com o relato das reportagens, Trump se encontrou com Stephanie Clifford, que usava o nome de Stormy Daniels nos filmes pornográficos, em um evento de golfe em 2006. No ano anterior, Trump se casou com a ex-modelo eslovena Melania Knauss. No começo do segundo semestre de 2016, durante a campanha presidencial, Clifford iniciou conversas com a rede americana ABC News para contar detalhes envolvendo a relação dela com Trump. Porém, um mês antes do pleito do qual o empresário se tornou vencedor, a atriz recebeu os US$ 130 mil de Cohen para não dar a entrevista. Segundo o WSJ, Cohen fez o pagamento ao advogado de Clifford, Keith Davidson. A reportagem de capa do NYT deste sábado mostra ainda que, além de negociar com a ABC News, Clifford também conversava com a revista Slate. O editor da publicação, Jacob Weisberg, contou ao Times que a atriz disse a ele que teve um romance com Trump. Em comunicado enviado ao WSJ, Cohen não esclareceu se pagou pelo silêncio da atriz, mas disse que Trump não teve qualquer relacionamento com Clifford. Ela também negou ter tido envolvimento com o presidente americano. Em nota, a Casa Branca classificou as reportagens como "velhas e reciclagens de material antigo, que já foi devidamente negado durante as eleições". Fonte: Associated Press.
 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar