Musical sobre vida e carreira de Elza Soares tem ingressos a partir de R$ 9

No palco, diversas atrizes dividem a missão de evocar a intérprete (Foto: Leo Aversa)

O Circuito Sesc de Teatro apresenta o espetáculo musical Elza, em homenagem a Elza Soares, diva da MBP, cuja a vida é um monumento à resistência, à coragem e à perseverança. O espetáculo acontece no Teatro Municipal Dr. Losso Netto nesta quarta-feira (17/4), às 20h e conta com apoio da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo). Ingressos estão à venda pelo Portal Sesc Piracicaba e nas bilheterias da unidade. Com preços entre R$9,00 (credencial plena do Sesc), R$15,00 (meia-entrada) e R$30,00 (inteira), a compra, tanto on-line quanto presencial, é limitada a quatro ingressos por pessoa. O espetáculo é indicado para maiores de 14 anos.

Elza é protagonista de um enredo repleto de acontecimentos, dificuldades e sobressaltos. Seu sucesso e sua aclamação nacional e internacional podem ser considerados reviravoltas, ao mesmo tempo improváveis e redentores. Acompanhar a trajetória da cantora, desde seu nascimento e infância pobre, no Rio de Janeiro dos anos 30-40, até os dias de hoje, é testemunhar a própria história do Brasil e de sua gente, com suas contradições, dificuldades e belezas.

Ainda que muitos dos conhecidos episódios da vida da homenageada estejam no palco, a estrutura de Elza foge do formato convencional das biografias musicais. Além de personagens serem vividas por várias atrizes ao mesmo tempo, a estrutura do texto não segue uma ordem cronológica. Da mesma forma que músicas recentes (A Mulher do Fim do Mundo, a emblemática A Carne e Maria da Vila Matilde) se embaralham aos sucessos das mais de 6 décadas de carreira da cantora, como Se Acaso Você Chegasse, Lama, Malandro, Lata D’Água e Cadeira Vazia.

O musical

O musical ELZA já recebeu 38 indicações a prêmios, conquistando o Prêmio Reverência nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Autor e Melhor Arranjo; Prêmio APCA de Melhor dramaturgia; Prêmio Cesgranrio de melhor Direção e melhor elenco.

diversas mulheres interpretando Elza Soares
Espetáculo musical Elza trata da vida e carreira de Elza Soares, ícone da música brasileira (Foto: Leo Aversa)

Larissa Luz, convidada para a montagem, e outras seis atrizes (Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacorte e Verônica Bonfim) dividem a missão de evocar a intérprete, através do texto de Vinícius Calderoni e da direção de Duda Maia. Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet assinam a direção musical e o maestro Letieres Leite foi o responsável pelos novos arranjos para clássicos do repertório de Elza Soares.

“Escrever uma peça sobre Elza Soares é impossível: Elza se escreve sozinha, com sua voz e suas escolhas. Um lugar onde eu sempre quis estar: o interior da garganta de Elza. Uma das maiores e mais perfeitas invenções da humanidade. Foi de lá que eu escutei essa peça. E de lá que essa peça se passa”, comenta Vinicius Calderoni, autor da peça.

Sobre Elza Soares

Elza Soares é um ícone da música brasileira, nascida do Rio de Janeiro. A grande Diva da MPB, nascida e criada em uma favela, filha de lavadeira, casou-se aos 12 anos e aos 13 já era mãe. Por essa época participou do programa do Ary Barroso e ganhou a nota máxima. No final da década de 50 foi em turnê com Mercedes Batista para Argentina, onde passou um ano. Seu primeiro sucesso veio com o compacto “Se Acaso Você Chegasse” (Lupicínio Rodrigues), onde introduziram um scat a lá Louis Armstrong, injetando uma jazzficação no samba divergente da bossa nova. Em seguida mudou-se para São Paulo, onde passou a se apresentar em diversas casas de espetáculos, fazendo sucesso com sua voz rouca e marcante. Depois de gravar seu segundo disco, “Bossa Negra”, viajou para o Chile em 1962 como representante do Brasil na copa do mundo. Foi então que conheceu o jogador Mané garrincha, seu segundo marido. Admirada por artistas como Caetano Veloso, Chico Buarque, Lobão, Cazuza entre outros, Elza se encontra em um momento muito especial da sua carreira, pois está envolvida no projeto denominado “A Mulher do Fim do Mundo”, sob produção musical de Guilherme Kastrup, que uniu a cena musical da vanguarda paulista à voz da cantora. Elza Soares continua com agenda cheia, e com uma vitalidade sobrenatural para seguir com sua respeitada carreira.

SERVIÇO – Espetáculo musical Elza. Quarta-feira (17/04), às 20h, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto (avenida Independência, 277). Classificação: 14 anos. Ingressos: R$30,00 (inteira) / R$15,00 (meia-entrada) / R$9,00 (credencial plena do Sesc). On-line em: sescsp.org.br/piracicaba. Bilheterias das unidades do Sesc Piracicaba: terça a sexta, das 13h15 às 21h30; sábados domingos e feriados, das 9h30 às 17h45. Espetáculo sem cadeiras numeradas. Informações: (19) 3437-9292.