Músico piracicabano Alessandro Penezzi leva a MBP ao Japão

O artista ministra também cursos, oficinas e seminários em diversos países que visita (Foto: Divulgação)

O músico piracicabano Alessandro Penezzi representa a música brasileira no Japão. Com concertos que passaram pelas cidades de Okinawa, Kyoto, Mitaka e Tokyo, o artista atrai o público local para a MPB.

A oportunidade surgiu em 2018, quando Penezzi foi convidado por seu amigo e também músico, Yamandú Costa, para participar do programa “Sounds of Brazil”, da TV NHK Japan. A participação abriu portas para que o artista participasse do “Tokyo Guitar Festival”.

O apoio de produtores japoneses, então, possibilitou a turnê especial. “O público, que tem lotado todos os concertos, demonstra grande amor e respeito pela nossa querida música brasileira”, afirma Alessandro com carinho. “Eu me emociono todas às vezes ao ver uma fila de gente querendo me cumprimentar e agradecer”.

Alessandro Penezzi, nascido em Piracicaba, é um dos grandes representantes da escola do violão brasileiro. Com formação em música popular pela Unicamp, já realizou concertos em vários países ao redor do Globo, como EUA, Rússia, Japão, Gabão, Angola, Itália, Alemanha, Dinamarca, Kosovo, Macedônia, Bélgica, Holanda, Argentina, Uruguai, Colômbia, Marrocos e Portugal.

O artista ministra também cursos, oficinas e seminários em diversos países que visita, além de já ter atuado com nomes importantes da música nacional. Dominguinhos, Hermeto Pascoal, Beth Carvalho e Sílvio Caldas são algumas das consagradas figuras com as quais o piracicabano já dividiu a voz.

Penezzi lançou dez álbuns durante a carreira, além de compor letras e ser o responsável pela trilha sonora do cartoon brasileiro “SOS Fada Manu”, do canal Gloob. Conquistou, em 2017, o selo da gravadora de música popular Biscoito Fino como “Melhor CD Instrumental” e “Melhor Solista” pelo álbum “Quebranto”, de 2017.

Alessandro se sente honrado em representar o Brasil e nossa música no exterior. “Eles também têm adquirido todos nossos trabalhos, tanto em CD como em partitura, e além disso participam de todos nossos workshops, masterclasses e rodas de choro”, conta. “É uma grande honra e felicidade poder estar desfrutar desse país admirável”.

Mariana Requena