Namorado é o principal suspeito da morte de adolescente na Portelinha

Sepultamento da vítima ocorreu no Cemitério da Vila Rezende. (Amanda Vieira/JP)

A adolescente Daniele Roque dos Santos, de 16 anos, foi assassinada dentro de sua moradia, na Comunidade da Portelinha, na segunda-feira (17). O corpo da vítima foi localizado caído no quarto e tinha uma corda no pescoço. O principal suspeito do crime é o namorado da vítima, segundo a Polícia Civil. O suspeito, com quem a adolescente tem um filho de dois anos, não foi localizado pela polícia. O caso está sendo apurado pelas investigadoras da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) como feminicídio ( homicídio cometido contra mulheres que é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero).

As primeiras apurações realizadas pela Polícia Civil apontam que o crime teria ocorrido durante a tarde de segunda-feira na moradia, onde a vítima residia com o namorado e o filho do casal.

O cunhado de Daniele entrou em contato com a Polícia Militar após receber uma ligação do próprio irmão que teria confessado que fez algo ruim e pediu que fosse urgente para a sua casa. Como estava trabalhando naquela ocasião decidiu avisar a PM.

Assim que chegaram à moradia da vítima, os policiais teriam encontrado a residência trancada. Eles conversaram com os vizinhos, que afirmaram que não conheciam o namorado da vítima e não teriam percebido nada anormal naquela região. Os PMs saíram do local, mas pouco tempo depois retornaram após receberem outra ligação do cunhado que teria afirmado que encontrou o corpo da adolescente.

CRIME

O suspeito do crime teria passado na casa da sogra para deixar as chaves de sua casa, deu uma quantia em dinheiro e pediu que ela cuidasse de seu filho, caso Daniele não voltasse.  O acusado pediu uma carona para outro familiar até a avenida Armando Salles. Pouco tempo depois ele recebeu uma ligação avisando sobre o crime.

A Polícia Militar preservou o local até a chegada dos peritos do IC (Instituto de Criminalística). Em seguida, o corpo da adolescente foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para a realização de exame necroscópico para confirmar a causa da morte. Somente posteriormente, foi liberado aos familiares para providenciarem o sepultamento. O enterro ocorreu na tarde desta terça-feira (19), no Cemitério da Vila Rezende.

 

Cristiani Azanha