Não haverá mudança na política de preços da Petrobras, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, negou nesta segunda-feira, 19, que haverá mudanças na política de preços da Petrobras. O que existe, disse o ministro em entrevista à Rádio CBN, é a avaliação da reestruturação tributária incidente sobre os combustíveis.

A Petrobras tem colocado em prática, desde que Pedro Parente assumiu a presidência da petrolífera, a política de corrigir seus preços de acordo com a variação dos preços do barril de petróleo no mercado internacional.

Entre os consumidores há muitas reclamações porque as quedas dos combustíveis não chegam às bombas como chegam os aumentos.

Meirelles disse que a política do governo é dar condições à Petrobras para que ela mantenha sua competitividade e saúde financeira. “Não haverá mudança da política de preços da Petrobras. O que existe é a avaliação de reestruturação tributária dos combustíveis”, disse o ministro.

Eleição

O ministro da Fazenda também disse nesta segunda que só começará a tratar de questões partidárias quando e se decidir que irá concorrer à Presidência da República. Ele, que se encontra em Buenos Aires, onde participa da reunião do G-20, voltou a dizer que tem até 7 de abril para informar a decisão sobre concorrer à Presidência da República nas eleições de outubro ou se permanecerá à frente da Fazenda.

“Só se eu me decidir a ser candidato que verei esta questão partidária”, disse Meirelles ao ser perguntado por qual partido deverá disputar a eleição presidencial.