Neymar fica de fora dos 10 melhores do mundo da FIFA

Após contusões e problemas extracampos, Neymar fez apenas 28 jogos na temporada europeia (Divulgação/Paris Saint-Germain)

A FIFA (Federação internacional de Futebol) divulgou na última quarta-feira (31), os 10 jogadores que concorrerão ao prêmio de melhor jogador do Mundo. Neymar, tido como melhor jogador brasileiro atualmente, ficou de fora da lista pelo segundo ano seguido, sem que novamente nenhum brasileiro está na lista final. A lista com as 10 melhores jogadores também foi divulgada e Marta (atual melhor do mundo) não foi indicada desta vez. Em contrapartida, Tite está na lista dos 10 melhores técnicos de 2019.

Na última temporada europeia, as lesões atrapalharam Neymar, que jogou apenas 28 jogos, a menor presença do craque desde que chegou a Europa. Em campo, o brasileiro marcou 23 gols e deu 11 assistências, além de ter conquistado a Ligue 1 (Campeonato Francês) pelo PSG. Porém, Neymar se machucou no momento chave da temporada, quando sua equipe foi eliminada nas oitavas da Liga dos Campeões, além de ser cortado da Copa América pelo mesmo motivo. O craque também foi vice-campeão da Copa da França com seu time.

Os holandeses são maioria na lista dos indicados da FIFA, com os seguintes jogadores: De Jong (Barcelona), De Ligt (Juventus) e Van Dijk (Liverpool). O argentino Messi (Barcelona) e o português Cristiano Ronaldo (Juventus) também concorrem ao prêmio, além do belga Hazard (Real Madrid), o egípcio Salah (Liverpool), o inglês Kane (Tottenham), o francês Mbappé (PSG) e o senegalês Mané (Liverpool).

Na lista feminina, que não terá Marta, outra craque brasileira que lutou contra contusões, são quatro americanas: Ertz (Chicago), Lavelle (Washington), Morgan (Orlando) e Rapinoe (Reign FC e melhor jogadora do mundial). Além das campeãs mundiais, as inglesas Bronze (Lyon) e White (Manchester City); as francesas Henry e Renard (ambas do Lyon); as norueguesas Hansen (Barcelona) e Hegerberg (Lyon); a australiana Kerr (Chicago) e a holandesa Miedema (Arsenal).

O técnico Tite, campeão da Copa América com a Seleção Brasileira, concorrerá ao prêmio de melhor treinador com Belmadi (seleção Argelina), Deschamps (seleção Francesa), Gallardo (River Plate), Gareca (seleção Peruana), Guardiola (Manchester City), Klopp (Liverpool), Pochetinno (Tottenham), Fernando Santos (seleção portuguesa) e ten Hag (Ajax).

Na premiação para melhor técnico do futebol feminino, os concorrentes são Milena Bertolini (seleção Italiana), Jill Ellis (seleção Americana), Peter Gerhardsson (seleção Sueca), Futoshi Ikeda (seleção Japonesa Sub-20), Antonia Is (seleção Espanhola Sub-17), Joe Montemurro (Arsenal), Phil Neville (seleção Inglesa), Reynald Pedros (Lyon),  Paul Riley (North Carolina Courage) e Sarina Wiegman (seleção Holandesa).

Mauro Adamoli