Nhô Quim contrata dupla

futebol Bruninho deve permanecer no XV de Piracicaba. ( Foto: Michel Lambstein)

O XV de Piracicaba é campeão da Liga ARB (Associação Regional de Basquete) na categoria masculina sub-19. O título foi conquistado no último domingo (2), com uma vitória dramática sobre o favorito Nosso Clube de Limeira, pelo placar de 69×68, em duelo realizado na casa do adversário. A partida foi decidida quando restavam apenas nove segundos: após a equipe limeirense desperdiçar o lance livre que empataria o jogo, o Alvinegro administrou a vantagem mínima para levar o caneco. O destaque do XV foi o armador Luiz Fernando, eleito o melhor jogador do campeonato pela ARB.

Invicto na condição de mandante, o XV/Fatep/Uniodonto/Selam venceu os quatro jogos que disputou no Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas. A equipe comandada pelo técnico Baiano fechou a fase classificatória em segundo lugar, com dez pontos, um a menos do que o líder Nosso Clube de Limeira. Em seis partidas, o time piracicabano obteve quatro vitórias, perdeu duas vezes e anotou 425 pontos, tendo sofrido 407. Nas semifinais, o triunfo sobre o CCP (Clube de Campo de Piracicaba) garantiu o XV na final.

AVALIAÇÃO

“A competição foi muito equilibrada. Nós sabíamos que o mando de quadra teria muita importância e nos preparamos para isso. Nós também sabíamos que existia a possibilidade de fazer a final contra Limeira, que tem uma certa tradição e vem realizando um bom trabalho há algum tempo. A nossa garotada correspondeu, começamos bem a competição para buscar a vantagem de decidir o título em casa, mas tivemos uma derrota no dérbi para o CCP e encerramos a primeira fase em segundo lugar”, avaliou o treinador, que elogiou o comportamento do elenco na fase decisiva do torneio.

“Na primeira fase, perdemos em Limeira. Na final, a garotada tinha consciência do que precisaria ser feito. No início, o nosso principal objetivo era chegar à final. O título dependeria muito da atuação na final e tivemos um início muito bom, abrimos dez pontos ainda no primeiro quarto e isso fez a diferença. O segundo quarto foi o mais equilibrado. Depois do intervalo, Limeira reagiu e abriu sete pontos de vantagem no terceiro quarto. Mas, buscamos a diferença no último período e o campeonato foi decidido cesta a cesta. Pesou a experiência. O basquete é isso, não dá para dizer quem ganhou até o último segundo”, finalizou Baiano.

( Líder Esportes)