No apagar das luzes, XV é derrotado pelo São Caetano no Barão

XV saiu perdendo por 2 a 0, buscou o empate, mas perdeu no final (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O XV de Piracicaba foi derrotado pelo São Caetano pelo placar de 3 a 2 no Barão da Serra Negra, pelo primeiro jogo da final da Copa Paulista 2019. O Azulão fez 2 a o no primeiro tempo, com gols de Jean Dias e Junior Alves. Na segunda etapa, Cássio Gabriel marcou dois belíssimos gols para empatar a partida, mas no último minuto, Max fez o terceiro gol do Azulão. O segundo jogo será no próximo sábado (16), às 17h, no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul e o XV precisa vencer por dois gols para ser campeão, sendo que, se vencer por um gol, o campeão será definido nos pênaltis.

A primeira chegada do XV veio com um minuto de jogo, após jogada de Jefferson Feijão pela direita, que cruzou para Cássio Gabriel. O meia tentou uma bicicleta, porém o arremate não saiu perfeito e a bola foi pela linha de fundo. O São Caetano respondeu aos seis minutos com Anderson Rosa, que dominou na meia-lua e bateu colocado, mas a bola foi fraca e Luiz Fernando encaixou sem dificuldades.

Aos 10 minutos, em contra-ataque puxado por Cássio Gabriel, o meia serviu Misael. O atleta se atrapalhou com a zaga no primeiro momento, mas ficou com a sobre e bateu colocado, obrigando Luiz Daniel a se esticar e fazer uma bela defesa a favor do Azulão. Dois minutos depois, após cruzamento milimétrico de Peri, Raphael Macena cabeceou no chão, mas o goleiro do São Caetano fez uma belíssima defesa. Na sequência, Simião recebeu cruzamento da direita e bateu na entrada da pequena área, mas Luiz Daniel fez outra grande defesa, sendo que a segunda já havia parado em razão de impedimento. Misael recebeu da esquerda aos 18 minutos, e finalizou cruzado novamente, obrigando Luiz Daniel a realizar outra boa defesa, semelhante ao primeiro chute do meio-campo.

Mesmo com a pressão do XV, foi o São Caetano que abriu o placar aos 24 minutos. Após um chutão da zaga, Emerson Santos cabeceou de costas para Jean Dias, que dominou e bateu forte no canto de Luiz Fernando, que não teve chances de realizar a defesa. Três minutos depois, o mesmo Jean Dias bateu uma falta perigosa, com Luiz Fernando mandando para escanteio. Na cobrança, Anderson Rosa cobrou na cabeça de Junior Alves, que subiu mais que a marcação para fazer 2 a 0 para o Azulão.

O XV só voltou a atacar aos 32 minutos, com Raphael Macena, que pegou a bola na entrada da área, mas chutou sem direção. Aos 36 minutos, Jean Dias fez grande jogada pela esquerda e fez um cruzamento perfeito para Emerson Santos, que cabeceou na pequena área, mas Luiz Fernando fez uma linda defesa para evitar o terceiro gol do adversário. Dois minutos depois, Feijão cruzou na área, Macena não alcançou a bola, mas ela quicou na frente do gol, com Luiz Daniel defendendo novamente. Na sequência do lance, Feijão cortou para o meio e bateu colocado e a bola foi pra fora, mas passou perto.

Aos 41 minutos, Luizinho recebeu na entrada da grande área, girou, tirou a marcação, mas bateu fraco, e o goleiro do Azulão defendeu sem dar rebote. Nos acréscimos, Luizinho recebeu lançamento de Macena, puxou a marcação e bateu cruzado, mas Luiz Daniel defendeu novamente.

O Nhô Quim voltou ligado para o segundo tempo e com oito minutos de jogo diminui o placar com Cássio Gabriel. O meia recebeu na meia-lua, girou e bateu colocado, a bola fez uma curva e foi no ângulo para finalmente vencer o goleiro Liz Daniel. Na sequência, Emerson Santos cabeceou para fora. O XV voltou a atacar com Erick Salles, porém o chute saiu sem direção.

Aos 23 minutos, o XV fez bela jogada pela esquerda e, após corta-luz de Cássio Gabriel, Simião dominou e bateu para o gol, mas a bola saiu por cima. Três minutos depois, Simião recebeu lançamento e ficou de frente para o gol, porém no momento do chute, Max desarmou o atleta quinzista. Aos 28 minutos, após jogada pelo meio, Cássio Gabriel dominou e, da entrada da área, bateu colocado, colocando no canto esquerdo de Luiz Daniel para empatar a partida.

Após sofrer o empate o São Caetano quase empatou após cruzamento-lateral de Lucas Mendes para Emerson Santos, que cabeceou na cara do gol, exigindo um milagre de Luiz Fernando. No contra-ataque, Macena recebeu na área e escorou para Erick Salles, porém a bola foi pra fora.

No último minuto da partida, Alex Reinaldo bateu falta na área, a bola não encontrou ninguém do São Caetano e a zaga do XV afastou parcialmente. Peri foi cortar a bola, mas escorregou e sobrou para Chumbinho, que cruzou da esquerda e o capitão do Azulão Max cabeceou no contrapé do goleiro Luiz Fernando para dar a vitória de 3 a 2 para o São Caetano.

Mauro Adamoli