Nove se declaram pré-candidatos

Piracicaba tem, até o momento, nove pré-candidatos para os cargos estadual e federal de deputado nas eleições de 2018. Do total, seis pretendem disputar o cargo estadual, sendo que quatro deles são do PSDB. Entretanto, o número deve aumentar após o término do prazo para transferências partidárias, em 7 de abril, já que diversos diretórios locais planejam lançar nomes nas duas esferas. O levantamento foi feito pelo JP com os presidentes municipais dos partidos.
O PSDB lidera os nomes para deputado estadual. Os quatro interessados que confirmaram a pré-candidatura são a secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, os vereadores Jonson Sarapu de Oliveira e André Bandeira, e Ana Pavão, que trabalha no Hospital dos Fornecedores de Cana. Aqueles que ocupam cargos públicos, como Rosângela e os vereadores, teriam que se afastar do posto para poder concorrer.
O atual deputado estadual Roberto Morais (PPS) vai disputar a reeleição. Ele é o único nome da legenda em Piracicaba que tentará um cargo de deputado.
Já o PT pretende lançar a presidente estadual da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo), Maria Isabel de Azevedo Noronha, como candidata a deputada estadual por Piracicaba. De acordo com a presidente municipal do partido, Penéloti Chirelli Mendes, a decisão só não está sacramentada porque o processo para transferir o título eleitoral dela de Águas de São Pedro para Piracicaba ainda não foi concluído. Porém, a tendência é que a questão seja resolvida nos próximos dias.
Já o quadro com os pré-candidatos a deputado federal traz nomes como o do ex-prefeito Gabriel Ferrato (PSB). A candidatura deve se confirmar, já que o ex-prefeito de Piracicaba estaria disposto a atender ao pedido do vice-governador do Estado, Márcio França (PSB), que deseja que ele concorra. Outros nomes do PSB ainda podem surgir na disputa.
O vereador Pedro Kawai pode ser indicado pelo PSDB para concorrer ao cargo federal. Já do lado do MDB, o nome mais forte é o de Fausto Longo. No entanto, o partido tem dúvidas se a hipótese se confirmará, pois Longo foi eleito recentemente como deputado na Itália.
O PV deve indicar para o Senado o atual deputado federal Antonio Carlos Mendes Thame (PV) e não informou quem serão os candidatos para estadual e federal.
Outros nomes também devem aparecer após definições com os partidos. Um deles é Luciano Almeida (PSD), que foi secretário do prefeito Barjas Negri (PSDB) e concorreu a prefeito na última eleição.
O ex-presidente do PCdoB, Edvaldo Brito, também deve concorrer. Atualmente sem partido, no entanto, ainda não está definido se seria como estadual ou federal.
Além desses nomes, outros partidos que devem ter candidatos ainda não anunciados são: SD, PTB, PRB, PV e Podemos. Já as legendas que não devem ter representantes piracicabanos são PR, PP e PHS. No PSOL, ainda não há uma definição.
A reportagem não conseguiu contato com representantes do PCdoB.
O Jornal de Piracicaba está publicando matérias com todos os candidatos a deputado estadual e federal, cujo domínio eleitoral seja a cidade de Piracicaba. Isso para obedecer ao Princípio da Isonomia e não privilegiar a exposição de um candidato em detrimento a outro.