Novo afundamento na avenida Jaú preocupa moradores do Tatuapé

População está preocupada com a situação da avenida Jaú (Foto: Amanda Vieira/JP)

O afundamento do asfalto e da calçada da avenida Jaú, no bairro Tatuapé, tem preocupado tanto motoristas como pedestres que diariamente utilizam a via. A situação é mais preocupante próximo à comunidade Portelinha.

De acordo com a estagiária de creche Rafaela Letícia Alves, já foram feitas cerca de cinco manutenções na avenida e dias depois o problema volta a incomodar. Ela contou que utiliza a avenida todos os dias para o trajeto de casa para o trabalho e os transtornos e insegurança atingem a todos que passam elo local.

Em dezembro de 2018, o Jornal de Piracicaba registrou problema e as queixas dos moradores. Na ocasião, a prefeitura informou que “problema era mais complexo do que se imagina” e que seria preciso uma obra maior, que demandava licitação. A administração adiantou que ria adotar medidas paliativas para problema. Na ocasião, os moradores disseram que o problema ocorre toda vez que chove e que as manutenções da prefeitura não surtiam mais efeito.

Ontem, por meio da assessoria de imprensa, a prefeitura informou que a Semob (Secretaria Municipal de Obras) constatou que o problema identificado na avenida – de fato afeta – em todo o leito viário no trecho da rua, tendo sido elaborado projeto para contenção do local, porém – segundo a assessoria – o custo da obra é alto (cerca de R$ 360 mil). Por conta da falta de recursos disponíveis, a Secretaria tem buscado outras soluções que viabilizem a obra e de forma definitiva (não mais a paliativa).

Beto Silva