O Auto da Compadecida, hoje, no Teatro do Engenho

teatro Alunos do 8º ano ensaiaram por um ano e criaram seus próprios figurinos. ( Foto: Divulgação)

Os alunos do 8º ano da Escola Waldorf Novalis, do bairro São Dimas, se apresentam hoje e amanhã, às 19h30, no Teatro do Engenho, com o espetáculo teatral O Auto da Compadecida. A peça conta a história dos amigos João Grilo e Chicó, que levam uma vida com muitas dificuldades em uma pequena vila no sertão nordestino. Para dar um nó no próprio destino, eles acabam colocando figuras importantes da cidade em várias confusões. O padre, o major, o padeiro, sua mulher, um cangaceiro famoso e até o diabo. Os ingressos serão trocados por um quilo de alimento não perecível na Associação Pedagógica Novalis.

É a primeira vez que os alunos da escola, que costumam realizar uma apresentação teatral todo ano, se apresentam no Teatro do Engenho, e, de acordo com Erica Speglich, mãe do Fransciso, que interpreta o personagem João Grilo na peça, todos esperam que a apresentação seja uma grande festa. “A peça teatral encerra um ciclo para eles e esperamos que seja uma grande festa. Eles ensaiaram o ano inteiro, decoraram todo o texto, montaram junto aos profissionais da escola o cenário e criaram todos figurinos. Eles estão ansiosos e um pouquinho nervosos, o que é normal”, explicou Erica.

Ela ressalta ainda a importância da apresentação para os alunos da escola. “Para os alunos, poderem se apresentar em um dos principais espaços culturais da cidade, que é o Teatro do Engenho, é uma oportunidade maravilhosa. Com certeza marcará muito a vida e trajetória deles”, salientou a mãe do personagem João Grilo.

O professor de sala, Vitor Hugo Vasconcellos Prado Andrade, responsável pela seleção do tema, disse que a escolha da peça é sempre motivada por uma história que tenha relação com a turma. “É a primeira vez que interpretamos uma peça brasileira. Eu idealizei esse espetáculo há três anos, em uma visita a Biblioteca Municipal. Na leitura do livro notei que cada um dos alunos se encaixavam com os personagens da história. Apesar de mais velhos na idade, a peça ainda se encaixa perfeitamente”, revelou o professor. Ele conta que a peça tem um viés político e uma parte cômica, de bastante brincadeira, além da veneração ao sagrado.

“Além de devolver cultura para a cidade, pois antes nosso teatro era realizado em Iracemápolis, vamos ajudar também outras instituições. A iniciativa de trocar os ingressos por um quilo de alimento é um trabalho que já realizamos na escola, desde a fundação, que é o incentivo ao trabalho social”, detalhou Prado Andrade.

SERVIÇO: Peça ‘O Auto da Compadecida’, hoje e amanhã, às 19h30, no Teatro do Engenho (avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central). Os ingressos serão trocados por um quilo de alimento na Associação Pedagógica Novalis, no bairro São Dimas. Informações: (19) 3402-2761.

(Raquel Soares)