O ecoturismo mais “Bonito” do Brasil

Município do cerrado se destaca devido a fauna e fl ora única, com grutas, cachoeiras e nascentes “de tirar o fôlego” (Foto: See Yun Tan)

Destino mais famoso de ecoturismo no Brasil, o município de Bonito, que não é bonito apenas no nome, deixa por “natureza” qualquer lugar muito mais magnífico e romântico. Um paraíso repleto de cachoeiras de águas transparentes, grutas e muitas opções de passeios para os casais, além dos fãs de esportes e atividades ao ar livre.

As grutas de Bonito são fabulosas, com destaque para as Grutas de São Miguel e a Gruta Azul. Nas grutas de São Miguel os visitantes têm a possibilidade de caminhar sobre uma ponte suspensa em meio ao cerrado com vista para as copas das árvores, com paradas em um mirante para observação dos pássaros. Por ser uma cavidade seca, os turistas caminham ao lado das formações de espeleotemas, que foram esculpidas pela mãe natureza durante milhões de anos, podendo aproveitar ao máximo o contato íntimo com verdadeiras obras de arte naturais. Na Gruta Azul, após o visitante percorrer uma trilha, se depará com o famoso lago de águas intensamente azuis e com mais de 80 m de profundidade. Por sua beleza e fragilidade, a área da gruta foi transformada em Monumento Natural, garantindo assim a sua preservação.

A Cachoeiras da Serra da Bodoquena, distante 70 km da cidade, é outro destino da região que não pode ficar de fora do roteiro. A aventura começa com um percurso de 2.500 m pela mata (trilha leve), na qual passa por belíssimas cachoeiras e piscinas naturais, totalizando oito paradas para banho e um passeio de bote pelo Rio Betione. O passeio possui extensa área de banho (balneário) toda gramada, com tirolesa, quiosque (bar), cadeira para descanso, quadra de vôlei de areia de uso exclusivo.

A Ceita Corê é outra opção imperdível para aqueles que desfrutam das trilhas e gostam de se refrescarem em cachoeiras e nascentes. O local contém trilhas pela mata ciliar com belíssimas cachoeiras, piscinas naturais, pequenas grutas, carretilha, passeio a cavalo, além de um almoço típico da fazenda em uma das sedes mais bonitas e tradicionais da região.

O Aquário de Bonito é outro lugar que recebe diversos visitantes por ano, porém o principal objetivo da atração é de preservar a grande variedade de peixes da região, já que, se juntar os rios, córregos e lagos, mais de 269 tipos de peixes fazem parte da biodiversidade da região. O local ainda conta com mais de 60 tipos incluindo peixes raros como albinos, espécies exóticas do Pantanal, arraias de água, na qual os turistas poderão ter a oportunidade de interação com essas espécies, dando a oportunidade do ecoturista de ter um sua viagem um diversificado programo educativo.

Os visitantes que não são muito fãs de trilhas e querem conhecer mais da região tem a opção de usarem quadriciclos para conhecer as belezas naturais. Os principais passeios são a Trilha Boiadeira, com um percurso de 8 km (ida e volta), na qual passam pela antiga estrada boiadeira, usada por comitivas de gado como passagem até as fazendas, e a Rota Zagaia, trajeto que começa nas dependências do Hotel Zagaia e possui vários obstáculos, passando por uma mata virgem. É possível também avistar uma grande quantidade de aves e animais silvestres durante o percurso.

Mauro Adamoli

[email protected]