Obra faz recuperação parcial do madeiramento da estação

O prazo de conclusão é fim de outubro. O trabalho é feito por equipes da Semob (Secretaria de Obras). Parte da estrutura foi danificada após um acidente com um caminhão. (foto: Divulgação)

A prefeitura realiza a recuperação parcial do madeiramento da cobertura da Estação de Ferro Sorocabana, na praça João Alfredo, no distrito de Ártemis.

O prédio, datado de 1887, é tombado pelo Codepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba) e abriga reuniões do Cras Volante, serviço da Smads (Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social) e é sede da Amada (Associação de Moradores do Distrito de Ártemis).

O prazo de conclusão é fim de outubro. O trabalho é feito por equipes da Semob (Secretaria de Obras). Parte da estrutura foi danificada após um acidente com um caminhão. Outra parte do madeiramento sofreu com a ação do tempo. Serão substituídos caibros, tesouras e pilares.

Os caibros foram feitos com os mesmos desenhos para acompanhar os já existentes.

Algumas das peças, da época da construção, há 132 anos, talhadas a machado, estão bem preservadas. “A preocupação é manter a estrutura, que é tombada e muito importante para a memória arquitetônica de Piracicaba, em boas condições”, ressalta Vlamir Schiavuzzo, secretário de Obras.

DO TREM PARA O RIO

O prédio da Estação de Ferro Sorocabana, em Ártemis, tem estilo arquitetônico eclético. Chamado de ramal de João Alfredo, em homenagem ao senador João Alfredo Corrêa de Oliveira, autor do projeto da Lei Áurea, foi construído para ligar a Estação de Ferro Ituana à navegação fluvial recém-adquirida em 1886, na estação-porto de João Alfredo, que em 1945, passou a se chamar Ártemis.

Da Redação