Oferta de cursos gratuitos na Semtre gera fila de espera

cursos 450 vagas já foram preenchidas para 6 cursos do programa estadual. (Foto: Claudinho Coradini /JP)

A Semtre (Secretaria Municipal de Trabalho e Renda) preencheu todas as 450 vagas para os seis cursos gratuitos do PEQ (Programa Estadual de Qualificação) oferecido na cidade por meio de parceria com a Sert (Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho), na última quarta-feira (5). A procura pelos cursos foi grande e gerou fila ao redor do prédio da Pasta. Segundo levantamento parcial divulgado na tarde de ontem, 159 pessoas ficaram na lista de espera. No dia, a estimativa era de que 900 pessoas teriam ido até o local para tentar vaga para um dos cursos.

De acordo com Evandro Evangelista, responsável pela Semtre, as aulas oferecidas foram para assistente administrativo (150 vagas), contabilidade (60 vagas), logística (90 vagas), almoxarife (90), atendimento e recepção (30 vagas) e operador de caixa (30 vagas) e o objetivo é o de preparar profissionalmente o cidadão para que ele atenda as demandas do mercado. “Cancelamos o atendimento ao público durante toda a quarta-feira (5) e toda nossa equipe foi direcionada para atender a demanda pelos cursos do PEQ. Trabalho em equipe que trouxe agilidade ao serviço prestado. Às 11h30 tínhamos todas as 450 vagas preenchidas e atendíamos os interessados em ficar na lista de espera‘, disse.

Conforme levantamento parcial da Semtre, todos os cursos tiveram as vagas preenchidas e registraram lista de espera. Para Almoxarife, são 29 aguardando vaga; Assistente Administrativo, 50; Atendimento e Recepção, nove; Operador de Caixa, 14; Auxiliar de Contabilidade, 10; e Assistente de Logística, 47. Para a confecção da lista de espera, conforme a expectativa de realizar até 900 inscrições, ela aconteceu devido à ordem de chegada.

Além disso, outro panorama interessante está sendo avaliado pela Semtre. De acordo com os dados iniciais, de todos os matriculados, 68,2% são mulheres (307) e 31,8% são homens (143); 332 são 332 são solteiros, 93 casados, 17 divorciados, cinco separados; 230 tem idade entre 16 a 24 anos, 147 de 25 a 39 anos, 68 acima de 40 anos; e ainda que 41 tem ensino fundamental completo, nove tem ensino médio incompleto; 63 estão cursando o ensino médio; e 332 tem ensino médio completo. ‘É importante ressaltar que hoje, o profissional multitarefa virou exigência básica do mercado.

Por isto, a minha dica é que a pessoa escolha um ramo que goste e queira trabalhar, tenha foco e procure qualificação voltada para a área. Este é o futuro do mercado”, afirmou o secretário.
De acordo com a Semtre, a aula inaugural dos cursos acontece dia 12 de setembro, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto (Avenida Independência, 277, no Bairro Alto).

(Felipe Poleti)