Oitavas da Copa Feminina terminam hoje com dois jogos entre europeias e asiáticas

Italianas terminaram em primeiro na chave do Brasil e voltam a fase final da Copa Feminina após 28 anos (Foto: Getty Images)

As oitavas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminino terminam hoje, com os confrontos entre Itália e China, às 13h, em Montpellier; e Holanda e Japão, às 16h, em Rennes. As italianas tentam retornar as quartas de final desde 1991, ano da primeira Copa do Mundo e também a primeira vitória da seleção no mata-mata na história dos mundiais. As chinesas tentam chegar as quartas pela segunda Copa consecutiva. No outro jogo, as holandesas fazem a sua segunda Copa e tentam alcançar as quartas pela primeira vez, enquanto que as japonesas, chegaram as quartas e foram finalistas nas duas últimas edições.

Após a derrota para a Seleção Brasileira, as italianas tiveram seis dias para se recuperarem psicologicamente, fisicamente e mentalmente, já que a equipe disputará um mata-mata de Copa pela primeira vez em 28 anos. A única preocupação da técnica Milena Bertolini é em relação a qual atacante começará o jogo, já que a dúvida é entre Barbara Bonansea e Cristiana Girelli.

Com apenas um gol marcado e um gol sofrido nesta competição, os jogos da China têm sido equilibrados, já que a defesa está em alta e o ataque em baixa. Por esta razão, as chinesas treinaram pênaltis durante a semana. Para as jogadas de contra-ataque surtirem efeito, a transição da defesa para o ataque tem que ser feita rápida e com qualidade. Vinda de contusão, a atacante Wang Shanshan é dúvida para a partida.

Após a grande vitória que valeu a liderança do Grupo E, a Holanda irá cheia de confiança para enfrentar as japonesas, atuais vice-campeãs mundiais. Para derrotar as japonesas, as Oranjeleeuwinnen (Leões Laranjas) contam com a habilidade de van den Sanden, Miedema, Martens, van de Donk e companhia.

Mesmo sendo derrota pela Inglaterra no último jogo da fase de grupos, o renovado time do Japão conquistou uma experiência valiosa contra as inglesas e após cinco dias de descanso, as “Nadeshiko” usaram o tempo com inteligência e a volta de algumas jogadoras que não puderam enfrentar as inglesas, seja por contusão e por opção da técnica Asako Takakura.

RESULTADOS

As oitavas de final começaram no último sábado (22) e a Alemanha e a Noruega foram as primeiras classificadas. As germânicas eliminaram a Nigéria após vitória por 3 a 0, enquanto que as norueguesas empataram com a Austrália em 1 a 1, e venceram nos pênaltis por 4 a 1. No domingo (23), a Inglaterra derrotou Camarões por 3 a 0. No outro confronto, a Seleção Brasileira bem que tentou, porém não conseguiu derrotar a França, que abriu o placar com Gauvin. O Brasil empatou com Thaisa, porém na prorrogação, Henry fez o gol da vitória e da classificação francesa.

Ontem, os Estados Unidos venceu a Espanha por 2 a 1, com dois gols de pênalti de Rapinoe, com Hermoso fazendo o gol de honra espanhol. Já a Suécia venceu o Canadá por 1 a 0, gol de Blackstenius.

Sendo assim, três confrontos das quartas de final já estão definidos: Noruega x Inglaterra, França x Estados Unidos, Alemanha x Suécia.

Mauro Adamoli
[email protected]