Onyx diz que DEM não está sendo beneficiado por ter três ministérios

Onyx diz que DEM não está sendo beneficiado por ter três ministérios
Fonte: Agência Brasil

O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil, negou hoje (21) que seu partido, o Democratas (DEM), está sendo beneficiado pelo governo Jair Bolsonaro por ter três ministérios (Casa Civil, Saúde e Agricultura). Ele disse ainda que até final deste mês os demais nomes do primeiro escalão serão anunciados.

A reação de ministro ocorre no momento em que há um movimento no Congresso de críticas dos partidos aliados do governo eleito em decorrência da maioria das escolhas dos nomes confirmados serem do Democratas. Além de Onyx, foram confirmados Tereza Cristina, para Agricultura, e Luiz Henrique Mandetta, para Saúde.

O ministro extraordinário do governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, fala à imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.

Ministro extraordinário do governo de transição, Onyx Lorenzoni, fala à imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil – Antonio Cruz/ Agência Brasil

Com as reações no Congresso, temas como a reforma da Previdência, considerada prioritária pelo governo eleito, podem esbarrar em dificuldades impostas pelas bancadas partidárias. Ao longo do dia hoje o presidente eleito, Jair Bolsonaro, se reunirá com parlamentares. Não foi divulgada a lista de nomes nem de legendas.

Ações

De acordo com Onyx, o esforço é para que no período de 15 a 20 de dezembro os novos ministros tenham como dar continuidade às ações de governo. O ministro de transição participa hoje de uma série de reuniões no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Segundo o ministro, o volume de atividades da transição tende a aumentar nos próximos dias e cada um terá que apresentar um plano de trabalho à cúpula do futuro governo.

Casamento

Bem-humorado, Onyx disse que vai trabalhar amanhã (22) até as 14 horas, apesar da cerimônia de seu casamento com a noiva Denise ser às 19h30, em Brasília.

Onyx afirmou que será uma festa reservada a poucos convidados, que considera muito importante para o casal, já que os dois “são religiosos”. Onyx é fiel da Igreja Sara Nossa Terra. Para o casamento foram convidados o presidente eleito e a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que está em Brasília.

Onyx diz que DEM não está sendo beneficiado por ter três ministérios