Operação ‘Área Rural Mais Segura’ deverá ser implantada em breve no Estado

Operação ‘Área Rural Mais Segura’ foi anunciada na semana passada (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar deverá realizar, em breve, a Operação “Área Rural Mais Segura”. Serão realizadas três operações por mês, sendo uma delas de grande envergadura e simultânea em todo o Estado, envolvendo todo o efetivo operacional em serviço. Outras duas ações serão de menor porte, mas muito bem estruturadas e desenvolvidas por comandos regionais, com o apoio de unidades especializadas.

A estratégia central da operação, segundo o Governo do Estado, é fazer a promoção de ações preventivas por meio de saturação de policiamento e estacionamento de viaturas em locais pré-definidos, além da realização de visitas aos moradores das comunidades rurais. Nas operações de grande envergadura participarão policiais do Comando de Policiamento Ambiental, Comando de Aviação, Comando de Policiamento de Choque, Comando de Policiamento Rodoviário, Comando do Corpo de Bombeiros, além de, evidentemente, do policiamento de área territorial.

O anúncio da nova operação foi anunciado pelo governador João Doria (PSDB), na última segunda-feira (29), durante a edição 2019 da Agrishow, que ocorreu em Ribeirão Preto. O comandante do 1º e 2º Pelotão da Polícia Militar, tenente Ivo Fabiano Morais disse que considera a operação muito positiva, pois vai atender também a área rural dos municípios. “A área rural é nosso principal cenário de atuação”, comentou o comandante.

A “Área Rural Mais Segura” vai funcionar no mesmo padrão das operações “São Paulo Mais Seguro” e “Rodovia Mais Segura”, que foram implementadas em todo Estado desde o dia 2 de janeiro de 2019. O trabalho contou com 18.415 policiais militares, em conjunto com Polícia Rodoviária Federal e integrou 9.211 viaturas, distribuídas em 163 pontos de rodovias, com 2.569 blitze no total, entre marginais e acessos às rodovias estaduais e federais de São Paulo.

Na região, os policiais militares do 10º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) de Sumaré participam assim como os demais batalhões do Estado de São Paulo. Geralmente, a ação é iniciada a partir das 5h da madrugada e termina somente depois de 24 horas de ações ininterruptas. A finalidade de acordo com a corporação é garantir a continuidade da redução dos indicadores criminais, aumentando a presença ostensiva para melhorar a percepção de segurança das pessoas e combater o crime.

Cristiani Azanha