Operação da PC e PM resulta na prisão de 41 pessoas

Força-tarefa foi realizada em todo o Estado para combater criminalidade. (Foto: Arquivo/JP)

Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar resultou na prisão de 41 pessoas ontem em Piracicaba. A força-tarefa foi realizada em todo o Estado de São Paulo e os procurados estão envolvidos em crimes que vão desde o tráfico de drogas e roubo até a falta de pagamento de pensão alimentícia. Em Piracicaba, segundo o delegado assistente da Delegacia Seccional, Ricardo Fiori, 70% dos presos foram detidos por mandados cíveis.

De acordo com o policial, a operação teve início às 6h e o cumprimento dos mandados se estendeu até as 14h. O delegado não confirmou se ficaram mandados a serem cumpridos. Fiori contou que dos 41 presos, 11 eram condenados por diversos crimes, dois foram presos em flagrante e 28 por mandados cíveis (a maioria por falta de pagamento de pensão alimentícia). Quanto ao destino dos detidos, as prisões foram feitas na cadeia localizada no 1º Distrito Policial e alguns presos foram encaminhados ao CDP (Centro de Detenção Provisória).

De acordo com o balanço divulgado no final da tarde de ontem pela Secretaria de Segurança Pública, foram presas 1.653 pessoas de um total de 6.500 mandados de prisão emitidos no Estado. Segundo a SSP, foram cumpridos 1.113 mandados criminais e 716 mandados de homens que devem pensão alimentícia. “Uma pessoa pode ser alvo de mais de um mandado de prisão”, destacou o secretário-adjunto de Segurança Pública, Sérgio Sobrane. Segundo ele, uma pessoa estava com 14 mandados de prisão expedidos.

Os números parciais divulgados pela pasta apontam que 1.829 mandados de prisão foram cumpridos resultando na prisão de 1.653 acusados. Foram apreendidas 11 armas, 930 quilos de maconha, nove quilos de cocaína e 1,8 quilo de crack. De acordo com a pasta, foram cumpridos no Estado 1.113 mandados criminais e 716 mandados de homens que devem pensão alimentícia.

(Beto Silva)