Operação demole construções em área de preservação ambiental no Rio

Operação demole construções em área de preservação ambiental no Rio
Fonte: Agência Brasil

Uma operação nessa quarta-feira (3) em áreas de preservação ambiental no município de Arraial do Cabo (RJ), na Região dos Lagos, demoliu nove construções irregulares com a retirada de demarcações de loteamentos, além de aplicar dez notificações para donos dos imóveis irregulares, quatro notificações em residências construídas recentemente que ainda não tinham sido notificadas e três autos de multa. 

As obras irregulares foram construídas no Parque Estadual da Costa do Sol, nos distritos de Sabiá e Caiçara, área de preservação ambiental.

A ação foi uma operação integrada entre a Polícia do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar e a Coordenação de Fiscalização do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para reprimir crimes ambientais, com construções irregulares, praticados em áreas de preservação ambiental no município de Arraial do Cabo. 

Parque

O Parque Estadual da Costa do Sol, criado por lei em 18 de abril de 2011, tem cerca de 9.840 hectares dividido em quatro setores, cada qual composto por uma ou mais áreas distintas, que abrangem terras dos municípios de Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Saquarema e São Pedro da Aldeia, numa extensão de 98 quilômetros quadrados (km2). São áreas segmentadas na Região dos Lagos que exercem um papel importante na proteção de ecossistemas, como sambaquis, dunas, restingas, lagoas e florestas.

De acordo com o Inea, o parque foi criado com a finalidade de assegurar a preservação dos remanescentes de Mata Atlântica e ecossistemas associados da região das baixadas litorâneas, possibilitando a recuperação das áreas degradadas existentes no local, além de manter populações de animais e plantas nativas, servindo como refúgio para espécies migratórias raras, vulneráveis, endêmicas e ameaçadas de extinção da fauna e flora nativas.

Entre outras, a unidade de conservação contribui para a preservação do mico-leão-dourado, preguiça-de-coleira, ouriço-caixeiro e tamanduá-mirim.
 

Operação demole construções em área de preservação ambiental no Rio