Operação estadual da PM aborda 1.172 pessoas na região do CPI-9

Foto aérea da avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira (divulgação/PM)

Os policiais militares do CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior) abordaram 1.172 pessoas, segundo dados parciais da Operação estadual que foi desencadeada no início da manhã desta quarta-feira (2), cujo término foi previsto para às 4h desta quinta-feira (03), além de 1.324 motocicletas e carros que foram vistoriados nos 52 municípios, entre eles a região de Piracicaba;

A PM informou que foram lavrados 263 autos de infração lavrados, 84 bloqueios de trânsito foram realizados, 48 estabelecimentos comerciais vistoriados

O major Adriano Vieira Braz, chefe do Estado Maior Interino do CPI-9 disse que o objetivo foi atuar na redução dos índices criminais em crimes contra o patrimônio como furtos, roubos e latrocínios (roubos seguido de morte).  A operação está sendo desencadeada em duas fases, segundo o major, a primeira através da presença ostensiva das equipes e depois a visibilidade preventiva através das equipes de Força Tática. “O objetivo é melhorar a sensação de segurança nos locais com maior incidência de casos. Todo o efetivo está nas ruas”, completou o oficial.

Segundo ele, a análise da redução criminal será detalhada posteriormente, no entanto, já constatou que durante a realização da operação em vários pontos da região ocorreu a queda de comunicações de crime através do telefone 190, do Copom (Centro de Operações da Polícia). “Temos mantido a baixa dos índices criminais. Pretendemos mantê-los em queda e por isso desenvolveremos ações diferenciadas”, afirmou o major.

O efetivo do 10º BPM/I (Batalhão da Polícia Militar do Interior) fez três pontos de bloqueio em Piracicaba ao longo do dia desta quarta-feira, nas avenidas Dr. Paulo de Moraes, próximo a Estação da Paulista, Pádua Dias e Juscelino Kubitschek de Oliveira.

“Consideramos que objetivo foi atingido, pois registramos baixo índice de ocorrências e amplas ações de ostensividade”, afirmou o comandante do 10º, tenente-coronel Willians de Cerqueira Leite Martins. “Maximizamos a operação na região e  atuamos em várias frentes como a saturação (as equipes percorrem os bairros da cidade), fiscalização de trânsito, ostensibilidade e acessibilidade ao público”, completou Cerqueira.

O comandante destacou a importância da fiscalização no trânsito, pois também teve o objetivo de auxiliar na redução de acidentes.

Um novo balanço sobre a operação deverá ser divulgado pela Polícia Militar, nesta quinta-feira (3).

 

(Cristiani Azanha)