,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Rottweiler chama atenção dos pais e salva criança de convulsão
  • Mulheres discutem por boneco colecionável e conversa viraliza
  • Estado abre parcelamento de dívidas de impostos

Amores
José Faganello
14/03/2017 11h54
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
7.jpg

Ilustração: Maria Luziano

“O amor que se procura é bom, mas o que se recebe sem busca é melhor” (Shakespeare - Noite dos Reis).

Definir amor é complicado. Para Dante Alighieri o amor é aquele que move o Sol e as estrelas.

Muitas vezes, no entanto, o que aparenta ser amor é apenas quimera, quando não alucinante miragem cuja descoberta nos fere profundamente.

Exemplos: 1 - Amor impossível: pobre, lutou muito para chegar à Universidade. Para cursá-la, andava cinco quilômetros a pé. Seus trajes destoavam de seus colegas; era brilhante nos estudos, sempre atingindo as metas necessárias. Entretanto não teve o amor de Clarinha, sua colega de classe. Nenhum olhar correspondido, nem atenção ou sorriso. O ostensivo desprezo machucou-o para sempre. Mesmo sabendo que ela, após formada, foi mofar no interior do Piauí, enquanto ele mora em Paris, o consola.

2 - Platônico: o ser amado é sempre belo. O que para os outros é considerado feio, para quem ama se transforma em encanto. Marta ia todos os dias espreita-lo saindo da escola. Lia e colecionava seus artigos publicados no Jornal. Ardia de paixão, embora, bem mais nva do que ele, não conseguia abordá-lo. Obcecada, resolveu escrever uma carta; não assinou e nem colocou seu endereço. Ele leu e gostou, fantasiou a autora e até sonhou com ela, mas achou que era um trote.

3 - Falso: Alice conheceu Pedro em um rodeio. Enamoram-se; pareciam feitos um para o outro. Adivinhavam até os mútuos pensamentos, mas tinham o prazer de discutirem. Ela passou a mentir muito, fazer odiosas comparações com amores passados, provocava intrigas, contava vantagens e não aceitava críticas. Após vários rompimentos, logo reatados, terminaram de vez. As cicatrizes permanecem em ambos.

4 - Infiel: O famoso Don Juan pensava apenas deslocar-se de conquista em conquista. Seu amor era centrado em si mesmo e suas conquistadas não sabiam que ele era incapaz de amá-las. Odete conheceu Luís em uma boate. Saíram para cear em um restaurante. Ela, ao mesmo tempo em que jantava, furtivamente, flertava com um bonitão da mesa de frente. Seu companheiro Luís, ao ir ao banheiro, não resistiu em entregar seu cartão para a bela morena que jantava sozinha. Concorriam sem saber a infidelidade do outro. Conseguiram manter por dois anos suas traições; ao descobrirem, separaram- se. Enganar dava-lhes prazer, serem enganados foi insuportável.

5 - Real: Álvaro vivia para o trabalho. Dispunha de pouco tempo para o lazer. Conheceu Mariza num baile de carnaval. O namoro prolongado, quatro anos, serviu para moldá -los numa perfeita sincronia. Compartilhavam o amor valorizando as qualidades do outro e ignorando os defeitos. Viviam felizes e seus filhos jamais assistiram uma discussão entre eles. Com o falecimento dela, um imenso vazio tomou conta de seu existir.


José Faganello

é professor


 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar