,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • 'Arlecchino', de Busoni, e 'Pulcinella', de Stravinski, ganham encenação
  • Triz, a voz grave que canta com a alma
  • C&A lança linha de camisetas sustentáveis

Frases, notícias e repercussão
Jaime Leitão
21/03/2017 06h00
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Abro com a frase do vice-presidente da Sociedade Rural Brasileira, Pedro de Camargo Neto, sobre a Operação Carne Fraca, que envolve alguns dos principais frigoríficos do Brasil. Ele afirmou ao ‘Estadão’, na edição de ontem: “Polícia Federal foi irresponsável; há dano no setor”. Eu pergunto: será que a irresponsabilidade foi da Polícia Federal ou de quem permitiu que florescesse dentro do Ministério da Agricultura um esquema criminoso de propina envolvendo fiscais, políticos e funcionários das empresas citadas? Não ocorreu nada disso? Segundo a PF, ainda há provas sob sigilo para serem reveladas na sequência das investigações.
 
Segundo Camargo Neto, “o produtor é quem vai pagar o pato. É o elo mais fraco. Sobra para o pecuarista. Na hora que a indústria não vende, ela não compra. É difícil dizer quanto, mas que vai pagar, vai”.
 
Ele se esqueceu de mencionar o consumidor que pode ter consumido carne contaminada sem saber, com prejuízo para a saúde, por mais que se afirme que a nossa carne tem uma qualidade inquestionável. Será mesmo?
 
Um fato muito estranho, de um marketing forçado, foi o presidente Temer, após reunião com embaixadores e representantes de vários países, além de ministros, sobre a Operação Carne Fraca, convidar a todos para um rodízio em uma das principais churrascarias de Brasília, com um detalhe. Um dos funcionários da churrascaria, segundo o ‘Estadão’, afirmou que a carne bovina servida no churrasco é importada. Ficou irônico. Não era momento para isso. Exibição para a plateia. Que plateia? Nós, os consumidores, deveríamos achar esse fato uma prova que a nossa carne é confiável? Ai, que loucura!! Sai Dilma, entra Temer, um desastre depois do outro. Merecemos tudo isso? 
 
Causou espécie também a declaração do ministro da Agricultura Blairo Maggi, que reclamou de a PF não incluir funcionários do Ministério da Agricultura na investigação? Só faltava essa. Chamar os investigados para investigar? 
 
E ele afirmou: “Daqui para frente, a investigação continuará, terá todo nosso apoio, mas com amparo técnico. Quero crer que a investigação de hoje para frente tomará um outro rumo, um rumo do aspecto da investigação policial aliado à ciência”. Que rumo será esse?
 
A repercussão no exterior já está trazendo efeitos perniciosos para a exportação. China, Coreia do Sul e Chile suspenderam temporariamente compra de carne brasileira desses frigoríficos. A União Europeia está monitorando a chegada de carne brasileira ao continente para fiscalizar com mais rigor.
 
Enquanto isso, a BRF coloca anúncio no horário nobre da Globo, com apelo emocional: “Meu querido e minha querida consumidora”. Queridos mesmo? Queridos como e por quê? O presunto na minha geladeira tinha mais água que outra coisa. Foi pro lixo, é claro. O que vou comer no próximo lanche? Boa pergunta. A resposta ainda não tenho.

Jaime Leitão

é cronista, poeta, autor teatral e professor de redação


 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar