,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Construção abandonada gera transtornos e moradores reclamam
  • Vendas no comércio crescem 3,6% no Dia dos Namorados
  • Rapaz é detido por populares após roubar celular de jovem

Síndrome do Pensamento Acelerado. Será que você tem?
Ana Carolina Carvalho Pascoalete
02/03/2018 17h15
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Muito tem se falado sobre a Síndrome do Pensamento Acelerado. E você, sabe o que é? Será que também possui essa síndrome? Bom, vamos lá. A Síndrome do Pensamento Acelerado surgiu com o advento da tecnologia ilimitada, em um momento de extrema polivalência dos indivíduos, e fixa-se na nossa sociedade com o exagero de atividades e estímulos sociais ao qual a população é inserida diariamente, gerando estresse e impedindo o desenvolvimento saudável das funções executivas como: inteligência, reflexão, tomada de decisões, resiliência, empatia, criatividade e tolerância.
 
Essa síndrome atinge mais de 80% dos indivíduos de todas as idades, desde crianças em fase escolar, professores, executivos, profissionais da saúde, escritores, jornalistas, se estendendo até os iletrados.
 
Para evitar a caminhada rumo ao diagnóstico é necessário a diminuição ao excesso de informações, pois o exagero de dados registrados involuntariamente transformam nossa mente em um depósito de informações, o que pode nos tornar hiperativos, pois vivemos com uma falsa necessidade de aumento de bens materiais e ou estímulos para viver. Precisamos conter nossa ansiedade de consumir, principalmente tecnologia de forma desenfreada e usá-la de forma saudável para nossa interação e desenvolvimento, lembrando que precisamos trocar experiências de vida reais e não somente virtuais. 
 
É preciso diminuir o ritmo, cumprir todos os compromissos, mas ter tempo para si mesmo, e não fazer tudo ao mesmo tempo para não se tornar uma pessoa agitada e insatisfeita. Cuidado com a competição. É importante ter sucesso, mas não pode se tornar escravo dele. É necessário desfrutar das relações humanas, refletir tanto em relação aos acertos, como aos erros, administrar as vitorias e derrotas. É necessário ter qualidade de vida.
 
Os sintomas da Síndrome do Pensamento Acelerado são parecidos com os sintomas do TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade), apesar de as causas serem diferentes. O primeiro por fatores genéticos e ambientais, enquanto que o segundo por dificuldade de gerenciamento dos pensamentos. No caso de crianças e adolescentes apresentarem a síndrome, os sintomas são cansaço, dificuldade de atenção e concentração, esquecimento, irritação, má qualidade do sono, dificuldade de relaxar e desacelerar seus pensamentos. Ainda pode se externalizar em sintomas físicos como dores de cabeça e musculares, queda de cabelo e dores no estômago.
 
Para superar o pensamento acelerado é necessário investir no treinamentos, além de promover a adaptação dos hábitos do indivíduo. Recomenda-se a prática de atividades físicas, períodos de pausa durante o dia e momentos prazerosos na rotina que não estejam ligados à tecnologia, mas com a natureza e pessoas.
 
Se você apresenta alguns dos sintomas citados acima é preciso buscar ajuda. O diagnóstico e tratamento são realizados por psicólogos ou psicanalistas com base nos sintomas e relatos da história que o indivíduo apresenta. Algumas dicas que podem ajudar a desacelerar a rotina são trabalhar com música de fundo ambiente relaxante, separar três momentos do dia para entrar nas redes sociais, conversar pessoalmente com amigos e familiares, expressar seus sentimentos e evitar fazê-los por meio das redes sociais.
 
 
Ana Carolina Carvalho Pascoalete é psicóloga e psicanalista clínica

Ana Carolina Carvalho Pascoalete

É psicóloga e psicanalista clínica


 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar