,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Festa de Tupi será neste sábado; festejos de São João começam às 6h
  • Campanha de vacinação contra gripe termina sexta
  • TCE julga irregular contrato do Semae

A greve das ruas
Francisco Ometto Júnior
29/05/2018 12h31
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 
Que triste assistir tudo o que está acontecendo em nosso país e, pior ainda, a forma como muitos brasileiros estão se comportando. Protesto em algumas circunstâncias é válido sim, para um despertar sobre o problema, desde que não venha prejudicar inocentes que não têm culpa do país estar assim. Então, acho que isso precisa ser respeitado e pensado, antes de qualquer outra coisa.
 
Agora, achar que protesto resolve, é pura ilusão. Temos a mania de querer resolver as coisas pelas folhas e não pela raiz. Se protesto ou greve resolvesse, os professores e outros segmentos não estariam fazendo há décadas... ou você acha que esta é a primeira paralisação dos caminhoneiros no Brasil??? 
 
Além disso há uma supervalorização de alguns setores, o que ao meu ver é mais uma prova da inocência de muita gente. Os transportes são importantes e parados prejudicam a todos? Claro! Mas se outros setores também pararem todos nós seremos prejudicados de alguma forma.
 
Países desenvolvidos, por exemplo, têm os melhores índices na educação. Querem que o Brasil cresça ou mude tratando o ensino e os professores como estão tratando? Impossível... Então, o argumento não pode ser esse! 
 
Se quisermos mudar este país não poderemos agir isoladamente. Se quisermos mudar este país não podemos achar que protesto ou greve resolve.
 
 Daqui a pouco os políticos dão um jeito de contornar a situação com os caminhoneiros e tudo volta ao normal, mas é só para ‘inglês ver‘ porque aos poucos o ‘normal real‘ retorna, e aí vem outra greve, num círculo vicioso da enganação. 
 
Enquanto não valorizarmos a Educação e não trocarmos essa classe política nada vai mudar. O verdadeiro protesto está nas urnas. A verdadeira greve é o título de eleitor. O verdadeiro caminho é a Educação. Estamos sendo enganados a todo momento e eles já sabem ‘lidar‘ com greves, protestos e outros ‘problemas‘. Mas a Copa do Mundo está aí. Seremos campeões?
 
Tomara que tudo dê certo com relação aos desfechos dessa paralisação e a vida volte ao normal. Se bem que o normal já me preocupa. Sou totalmente a favor dos caminhineiros ou de qualquer coisa que tenha como base a justiça e o bom senso. Mas o que me preocupa é que, seja qual for o grau de atendimento às reivindicações dos caminhoneiros, a conta será paga por todos nós, sim, toda a população.
 
O governo vai apenas trocar a conta que paga. Eu não ouço falar de corte de privilégios no governo, diminuição de cargos, corte de aposentadoria, corte de carros (tem cargos que o político tem dois carros), corte de verba desnecessária, enfim, desperdícios que todos nós já cansamos de ver. É isso.. enganação. Vamos aguardar a próxima greve, os próximos pronunciamentos enganadores desses políticos. E o retrocesso de sempre.

Francisco Ometto Júnior

É professor e psicanalista


 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar