Ostapenko elimina surpresa norte-americana e vai pegar Stephens na final em Miami

Em jogo encerrado apenas na madrugada desta sexta-feira (no horário de Brasília) depois de uma queda de energia elétrica na quadra de disputas da competição atrasar a programação noturna de quinta, Jelena Ostapenko eliminou a surpresa norte-americana Danielle Collins com uma vitória por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/1) e 6/3, e garantiu vaga na final do Torneio de Miami.

Atual quinta colocada do ranking mundial, a tenista da Letônia despachou a adversária que saiu do qualifying da competição de nível Premier realizada em piso duro e depois surpreendeu uma série de favoritas, entre elas Venus Williams nas quartas de final.

Desta vez, porém, a hoje 93ª tenista da WTA não conseguiu desbancar o favoritismo de Ostapenko. Embora tenha conseguido quebrar o saque de sua rival por duas vezes no primeiro set, também sofreu duas quebras na parcial e depois foi batida no tie-break.

Já no segundo set, a sexta cabeça de chave da competição não foi ameaçada em nenhuma oportunidade com o serviço na mão e converteu dois de cinco break points para aplicar o 6/3 que liquidou o confronto após 1h39min.

A adversária de Ostapenko na final marcada para este sábado será a também norte-americana Sloane Stephens, que na última quinta-feira superou a bielo-russa Victoria Azarenka por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3/6, 6/2 e 6/1.

Esta será, por sinal, a primeira final disputada pela atual 12ª colocada do ranking mundial desde que ela surpreendeu ao conquistar, no ano passado, o título do US Open, Grand Slam realizado em Nova York. Em Miami, ela buscará o sexto título de simples de sua carreira no circuito da WTA, enquanto Ostapenko lutará pelo seu terceiro troféu. E, assim como a tenista dos EUA brilhou no US Open, a jogadora da Letônia surpreendeu ao faturar na temporada de 2017 o Grand Slam de Roland Garros, em Paris.