Ouvidoria Itinerante da Ares-PCJ atende 74 pessoas na José Bonifácio

A Ares-PCJ (Agência Reguladora das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) atendeu 74 pessoas na Ouvidoria Itinerante realizada na Praça José Bonifácio, ontem. O objetivo foi divulgar o trabalho da agência, tirar dúvidas, oferecer atendimento e dar orientações à população. Segundo o órgão, atendeu 74 pessoas das 10h às 16h. O projeto surgiu da necessidade de ampliar a divulgação da instituição, que atua na regulação e fiscalização da prestação dos serviços de saneamento no município desde 2012. 
 
Na ação, o veículo da instituição ficou estacionado na praça do centro da cidade. Com apoio de funcionários do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto), a agência prestou atendimento e informações sobre a atuação. Desde o início do projeto, em outubro de 2014, foram realizadas mais de 100 visitas e cinco mil atendimentos na região.
 
“Muitos não sabem que também podem nos procurar caso tenham problemas quanto a prestação de serviço na área do saneamento na cidade. Nós somos os fiscalizadores das atividades dos serviços de água e esgoto, em Piracicaba, do Semae e da Águas do Mirante”, disse o ouvir da Ares-PCJ, Iuri Domarco Botão.
 
Ao longo do dia, quem passou pela praça José Bonifácio teve acesso a materiais de divulgação, como o panfleto sobre os direitos e deveres dos usuários e o folder de consumo de água sustentável, além de esclarecimento de dúvidas e registro de reclamações. “Notamos que a maior parte da população ainda não conhece ou não sabe as funções da agência reguladora. Conseguimos explicar que também somos fundamentais, além de fiscalizar, na hora da definição dos reajustes tarifários da água e esgoto da cidade”, afirmou Botão. 
 
Segundo o responsável pela divisão de Relacionamento Comercial do Semae, Antonio Carlos Schiavon, as principais reclamações ouvidas ao longo do dia foi a respeito da cobrança das contas de água. “A maioria reclamou de aumentos repentinos nas contas de água, que na maioria deve-se a mudança da faixa de consumo tabelado pela autarquia, ou seja, quem gasta mais, paga mais”, disse Schiavon.
 
 
 
CONSUMIDOR – Para registrar uma solicitação na Agência Reguladora PCJ é preciso tentar antes a solução junto ao prestador dos serviços de água e esgoto do município e ter em mãos o número do protocolo do atendimento.
Segundo Botão, quem precisar de informações pode entrar em contato com a Ouvidoria da Ares-PCJ de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30, pelo telefone 0800 77 11445, pelo e-mail ouvidoria@ arespcj.com.br e também pelo WhatsApp (19) 9.9954-2370.