Papa Francisco defende negociações com a Coreia do Norte

O Papa Francisco defendeu negociações multilaterais de paz na península coreana, durante seu tradicional discurso de Páscoa, antes de uma possível reunião histórica entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder norte-coreano Kim Jong Un.

A tradicional mensagem da Páscoa do papa “Urbi et Orbi” – “À cidade de Roma e ao mundo” – abrangeu, como ocorre usualmente, conflitos e crises, incluindo a guerra civil síria e a crise econômica e política na Venezuela.

Em suas declarações a uma multidão na Praça de São Pedro, no Vaticano, pouco depois da missa de Páscoa, o Papa expressou esperanças de que as conversas coreanas possam “promover paz e harmonia” e “construir relações dentro da comunidade internacional”.

A respeito da Venezuela, o Papa Francisco citou um comunicado de bispos católicos do país, onde a escassez de alimentos e remédios se espalharam em meio a um impasse prolongado entre o presidente Nicolás Maduro e a oposição política, tendo se transformado em uma “terra estrangeira” para seus cidadãos.