Patrimônio de candidatos de Piracicaba soma R$ 15,8 milhões

candidatos (Fonte: TSE)

Com o encerramento do prazo para registro das candidaturas, 20 candidatos de Piracicaba vão concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa e à Câmara Federal. Segundo os dados disponíveis no Sistema de Divulgação das Candidaturas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a soma do patrimônio declarado dos 13 candidatos a deputado estadual e dos sete a federal, chega a R$ 15,8 milhões. De acordo com a relação dos bens declarados à Justiça Eleitoral, os candidatos têm patrimônio que varia de R$ 12 mil a R$ 4.018 milhões.

O candidato com maior patrimônio é o deputado federal Mendes Thame, do PV, que tenta a reeleição pela sexta vez consecutiva. Thame declarou terrenos, apartamentos, prédios residenciais e outros imóveis e carros que somam pouco mais de R$ 4 milhões. Em segundo lugar com maior patrimônio está a também candidata a deputada federal Érica Gorga (NOVO) com renda declarada no valor de R$ 3.162 milhões. A advogada entra na disputa a uma vaga no parlamento pela primeira vez.

Depois de um mandato como vereadora em Piracicaba, a dona de casa Madalena Leite tenta agora uma vaga na Assembleia Legislativa. Madalena vai concorrer a deputada federal pelo Podemos e é a candidata com menor patrimônio declarado entre os postulantes. De acordo com os dados do TSE, a ex-vereadora é proprietária de um terreno no valor de R$ 12 mil.

Pelo calendário eleitoral, o TSE tem até o dia 17 de agosto para julgar os pedidos de registro de candidaturas. Esse também é o prazo para que os partidos façam substituições de nomes nas chapas.

MULHERES — Nas eleições deste ano, Piracicaba entra na disputa com cinco mulheres, sendo quatro candidatas a deputada estadual e uma a federal. Entre os candidatos constam dois atuais vereadores que disputam o Legislativo estadual e federal, além de um deputado estadual e outro federal que tentam a reeleição. Entre os homens candidatos, a faixa etária varia de 39 a 72 anos enquanto que,nas mulheres, as idades vão de 40 a 62 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Beto Silva)