Paulo Caruso é nomeado presidente da comissão organizadora do 45ª Salão

 
O chargista, ilustrador, músico e cartunista paulistano Paulo José Hespanha Caruso foi nomeado, por decreto municipal, presidente da Comissão Organizadora do 45º Salão Internacional de Humor de Piracicaba. A informação foi publicada no Diário Oficial do município de anteontem. Neste ano, a abertura da mostra de humor está programada para 25 de agosto, no Armazém 14 do Engenho Central, sendo o encerramento em 14 de outubro.
 
 
Paulo Caruso falou, em entrevista ao Jornal de Piracicaba, que ficou sabendo da nomeação por Carlos Colonnese, um dos fundadores do salão, em 1974. “Estou muito contente em poder participar novamente. É um evento que aproxima Piracicaba do mundo, como nenhum outro é capaz de promover”, disse, acrescentando que participa da mostra desde a segunda edição dela, em 1975, e que já presidiu a comissão organizadora do evento em 2002.
 
 
Também compõem a comissão Rosângela Camolese, titular da SemacTur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo); Erasmo Spadotto, diretor do Salão de Humor, e Maria do Socorro Lopes, Eduardo Ferraioli Ducatti e José de Arimateia Silva Júnior, que são funcionários do Cedhu (Centro Nacional de Humor Gráfico). Os outros membros são Paulo Tadeu Gomes Vieira, Flávia Alessandra da Silva Perez, Eleni Destro, Marcelo Tadeu Basso, Maria Geralda Luziano, Ana Camilla Negri, Daniel Ponciano da Silva, Flávia Vieira Salgueiro e Camilo Floriano Riani Costa.
 
 
De acordo com Spadotto, o grupo é formado por pessoas de diferentes profissões, como ilustrador, designer gráfico e cartunista e, ainda, da área administrativa, em funções distintas. “Essas pessoas são indicadas por mim, pelo presidente da comissão e pelo conselho do Salão de Humor. Escolhemos no mês de janeiro, mas estávamos esperando a resposta de cada um. A comissão é muito importante, pois ajuda na realização do salão. Além disso, podemos trocar ideias, discutir e apresentar projetos”, disse. A partir de agora, a equipe, conforme o diretor da mostra de humor gráfico, se reúne mensalmente para pautar assuntos do evento.
 
 
PERFIL — Caruso nasceu em São Paulo em 1949. Iniciou a carreira no final da década de 1960, como chargista no Diário Popular. Nos anos 1970, colaborou com O Pasquim, ao lado de Millôr Fernandes, Jaguar e Ziraldo. Em 1981, com Alex Solnik, inaugurou a página de humor Bar Brasil, na revista Careta, e que teve continuação, nos anos seguintes, na revista Senhor. A partir de 1988, publicou, na revista Isto É, a coluna de humor Avenida Brasil.
 
 
Autor de diversos livros de humor e histórias em quadrinhos, possui trabalhos no Museu da Sátira e Caricatura da Basiléia, na Suíça, tendo participado, também, de outras exposições do gênero na França, na Itália e nos EUA. Foi premiado, em 1997, no Salão Carioca de Humor da Casa de Cultura Laura Alvim e no Salão Internacional do Desenho de Imprensa, em Porto Alegre. Expôs no Masp (Museu de Arte de São Paulo), onde conquistou o prêmio de melhor desenhista, em 1991, pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).