Paulo Eduardo é candidato a deputado

deputado Paulo Eduardo lamenta proibição de apresentar TV. ( Claudinho Coradini /JP)

O jornalista e apresentador de TV em Piracicaba, Paulo Eduardo, teve seu nome confirmado como candidato a deputado estadual pelo PSC (Partido Social Cristão) no último sábado (4), quando o partido realizou convenção na Capital. Na oportunidade, além de correligionários, membros de outras siglas como o PSB, PR, PV, Solidariedade, PROS, PPL, PPS, PHS, PRP, PMB, Podemos, Patriota e PTB também participaram do ato. Na oportunidade, conforme explicou Paulo Eduardo, ficou confirmada a dobradinha com o nome dele e o delegado de polícia e presidente estadual do PSC, Gilberto Nascimento, que tenta a reeleição ao cargo de deputado federal. “Também firmamos nosso apoio a candidatura a presidente do senador Álvaro Dias (Podemos) e seu vice Paulo Rabello de Castro (PSC), bem como para o governador Márcio França (PSB). Temos muita confiança nesta coligação”, disse o jornalista.

Nascido em Rio Claro, com 58 anos – há 12 em Piracicaba -, Paulo Eduardo se diz feliz com a confirmação de seu nome. “Sempre fui ligado a política, fui eleito vereador na cidade de Limeira, em 1992, onde fiz um ótimo trabalho e aqui na cidade também já fui candidato. Além disso, fui o apresentador do programa de TV da campanha de Geraldo Alckmin. A experiência acumulada neste período pode ajudar”, contou.

Paulo Eduardo fez questão de lembrar que Piracicaba tem ‘cacife’ para eleger mais de um deputado estadual. “A representatividade poderia ser muito maior, de pelos menos uns três”, disse. Além disso, o candidato piracicabano destacou que além de buscar emendas e fiscalização do Poder Executivo, um deputado precisa ter um bom relacionamento com os políticos da cidade. “Tenho um bom trânsito nos três poderes aqui em Piracicaba e isso é um ponto positivo e que levou o partido a escolher o meu nome”, disse.

Entre as bandeiras de sua campanha está a Educação e Segurança. “São duas coisas que estão interligadas. A bandidagem tem mais facilidade de atingir as famílias de classe social mais carentes. Não podemos esquecer delas. A Educação é um ponto fundamental para redução da violência por meio do ensino da ordem, respeito e disciplina. Não é só dar uma boa merenda, é preciso trabalhar valores”, apontou.

Afastado da apresentação do seu programa na TV JP, Paulo Eduardo lembrou que a campanha terá início dia 16, porém ficará sem trabalhar por 90 dias devido a legislação eleitoral. “Esse ano, a campanha será curta, de apenas 45 dias. De forma geral, não concordo com essa lei que surgiu na calada da noite para impedir a candidatura de Silvio Santos a presidência. Não faço televisão para ganhar votos, essa é minha profissão há 43 anos. O advogado continua trabalhando, o pastor continua pregando e o comunicador não pode trabalhar? Não é justo”, concluiu.

(Felipe Poleti)

O Jornal de Piracicaba está publicando matérias com todos os candidatos a deputado estadual e federal, cujo domínio eleitoral seja a cidade de Piracicaba. Isso para obedecer ao Princípio da Isonomia e não privilegiar a exposição de um candidato em detrimento a outro.