Pequenas e médias empresas da região investem R$ 7 mi em 4 anos

Empresas de TI de Piracicaba, Limeira, Rio das Pedras e Saltinho se destacaram

De 2015 a 2018, pequenas e médias empresas da Aglomeração Urbana de Piracicaba investiram R$ 7 milhões em projetos inovadores, por meio de linhas de crédito da Desenvolve SP, a agência de desenvolvimento do Governo do Estado de São Paulo. De acordo com Nathalia Lemos, consultora de negócios do órgão, as empresas do Aglomerado que mais se destacaram em inovação são dos segmentos de TI (Tecnologia de Informação) e agronegócios, situadas em Piracicaba, Limeira, Rio das Pedras, Saltinho. “São empresas que buscam melhorias para se destacarem com seus concorrentes em inovação de produtos, serviços, processos.

Entre os que se destacam em inovação está o empreendedor Marcos Antonio Kokol, da Vector Sistemas de Medição. Com os recursos, a empresa desenvolveu um sistema de aquisição de dados por comunicação sem fio (wireless) entre o hidrômetro (relógio de medição) do cliente e a empresa de saneamento fornecedora da água. “Investimos os recursos em tecnologia para nos adaptar às novas exigências do mercado na área de medição e controle de vazão”, explica.

A tecnologia inovadora permite o controle exato de consumo, bem como a detecção de vazamentos e de fraudes na mensuração dos fluxos de abastecimento. Para a empresa, a inovação gera impactos positivos em muitos aspectos. Na ponta do consumidor, por exemplo, o controle maior sobre seus gastos deve refletir na redução significativa da conta de água. No caso das concessionárias, em mais eficiência para gerir desperdícios indevidos. Ganha também o meio ambiente com a preservação de um recurso natural tão importante.

AGRONEGÓCIO

Rafael Bergamaschi, gerente de negócios da Desenvolve SP, ressalta que, com todo o protagonismo da Esalq/USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo), na pesquisa agropecuária, Piracicaba já consolidou como um polo de inovação muito forte no Estado, tornando-se celeiro das Agtechs, startups que oferecem soluções inovadoras no campo e colocam São Paulo como um importante ator no desenvolvimento do agronegócio brasileiro.

Bergamasshi salienta que outras áreas do conhecimento também têm ganhado cada vez mais espaço na região. “É crescente o número de empresas locais ligadas aos segmentos de softwares e Tecnologia da Informação que buscam o apoio da Desenvolve SP para crescer”, diz

(Eliana Teixeira)