,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Gerente de clube é morto na Pauliceia
  • Acusados de integrar o PCC vão
  • Cata cacareco retira 278t de materiais

‘Vereador é o despachante do povo’
Rubens Vitti Jr.
27/12/2016 13h49
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 

Em sua primeira candidatura, Marcos Abdala, 49, foi eleito pelo PRB com 1.224 votos nas eleições de outubro. Abdala, barbeiro há mais de 30 anos no bairro Jaraguá, já vem estudando o Regimento Interno da Câmara de Vereadores e a Lei Orgânica do município para sua atuação a partir de 1º de janeiro. Abdala é um dos 11 novos parlamentares que irão compor a próxima legislatura da Câmara de Vereadores, na gestão 2017-2020. Ele disse estar com expectativa muito positiva para o início dos trabalhos. “Tenho visitado bairros onde passei durante a campanha. Sei que não vou conseguir resolver todos os problemas da população, mas procurarei sempre dar um retorno sobre as demandas. Acredito que o vereador é o despachante do povo”, afirmou.

Abdala, que sempre auxiliou na candidatura de amigos, se diz próximo à política e apontou que “os vereadores são sim os verdadeiros representantes da população”. Ele relatou que buscará atuar em diversas áreas do município, mas que focará principalmente nas questões sociais. Também frisou que irá acompanhar a peça orçamentária e “participar de todas as discussões que envolvam grandes projetos a serem implementados pela prefeitura”.

27-012-014.jpg

Qual a sua ocupação atual?

Há 35 anos sou barbeiro, profissão que abracei ainda muito jovem para garantir o meu sustento e agora de minha família.

Como surgiu o desejo de ser vereador?

Desde muito jovem me interessava por política partidária. Gostei sempre de estar envolvido em eleições em todos os níveis. Trabalhei como cabo eleitoral e coordenador de várias campanhas de amigos, principalmente para o Legislativo municipal. Neste ano, após muita insistência, mas com apoio da minha família e de amigos, decidi encarar este desafio. Tenho como meta continuar o meu trabalho que desenvolvo em minha barbearia, atendendo as pessoas e buscando soluções para os seus problemas. Como vereador, tenho certeza de que vou poder ampliar este trabalho que considero social. Mas, não vou abandonar a minha profissão. Vou conciliar as duas atividades.

Como se sente tendo sido eleito para ocupar uma cadeira na Câmara?

A ficha da eleição só caiu recentemente. Na disputa você não tem noção do que ocorre. Quem vai e quem não vai ser eleito. Fiquei muito feliz com a vitória. Agradeço, novamente, aos amigos, familiares e a mais de 1.200 eleitores que garantiram a minha eleição. Vou ocupar a cadeira na Câmara com muita responsabilidade, buscando contribuir com melhorias na área social, que atenderão toda a população.

O senhor já se candidatou quantas outras vezes?

Essa foi a minha primeira vez como candidato. Sempre atuei nos bastidores, ajudando amigos, principalmente, em eleições municipais. Sai vitorioso em muitas delas.

Levando em conta o cenário político e econômico atual, o que pensa sobre poder estar por quatro anos como legislador na cidade?

Minha meta é trabalhar para o social. Indicar ao poder Executivo as necessidades da população em todas as áreas, como mais vagas em creches em período integral; lazer nos bairros; melhorias na área da saúde, com a redução do tempo de atendimento seja no pronto-socorro ou para exames médicos.

Que estratégia usou para a campanha?

Minha campanha foi bastante simples. Um grupo de amigos assumiu minha candidatura e começamos a fazer visitas já no início do ano. Na verdade, nessas visitas domiciliares nós sentíamos como era lançar o meu nome, pela primeira vez, para ser candidato a vereador. A campanha foi amadurecendo, optamos em junho ou julho pelo partido PRB e, nos 45 dias de campanha, corremos muito. Muitas visitas, sempre com o conceito do prefeito eleito Barjas Negri (PSDB) na politica do “S”: saliva, sola de sapato e santinho.

Como o senhor avalia o trabalho de um vereador hoje?

Avalio como bom. A Câmara tem bons representantes e todos têm boas intenções, sempre com vontade de ajudar a população e a dar uma direção ao prefeito. Os vereadores são sim os verdadeiros representantes da população.

Quais projetos e ações tem em mente para atuação como vereador?

Os meus projetos e as minhas ações serão voltadas para o atendimento social da população em todas as áreas. Como já disse quero apoiar o Executivo nas ações de mais vagas em período integral nas creches; cultura e lazer nos bairros; melhorias na saúde, com atendimento mais rápido nas unidades, entre outras.

Na última legislatura o salário dos vereadores e prefeito, para esta próxima, permaneceu congelado. O vencimento dos políticos é sempre uma discussão polêmica. O que o senhor acha do salário atual dos vereadores?

Difícil responder, porque num país em que milhões de brasileiros têm que sobreviver com um salário mínimo, quando se fala em salário do vereador a comparação é enorme. Porém, hoje não tenho como avaliar se o valor é ou não é justo.

O senhor é de algum segmento da sociedade ou acha que a sua profissão contribuiu para sua obtenção de votos?

Acho que sim e não, porque na minha barbearia tento prestar um bom serviço aos meus clientes. Mas é na minha barbearia que as pessoas me procuraram com os seus problemas. Sei que meus clientes levaram a minha mensagem e proposta de trabalho, mas na campanha dezenas de amigos, novos e antigos, abraçaram a minha candidatura. Isso deu um caldo, isso “fez o bolo crescer”.

27-012-015.jpg

Marcos Abdala (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O que pensa da participação popular nas decisões legislativas? Como trabalhar isso?

Importante. A população começa a participar na eleição, elegendo os seus representantes. Acredito que hoje a população deve continuar a participar do mandato dos vereadores que ajudou a eleger, cobrar ações em prol da cidade.

Seu gabinete já está montado? Quais critérios o senhor utilizou ou utilizará para escolher sua equipe?

Praticamente. Vou montar meu gabinete com amigos que trabalharam na minha campanha e também com assessores técnicos. Todos vão cumprir os meus compromissos de campanha com a cidade.

Acha que o fato de ser da base aliada do prefeito eleito, assim como todos os novos vereadores, pode refletir de alguma forma no seu mandato? O que pensa a respeito?

Ainda não consigo avaliar. Mas, sei que o prefeito eleito Barjas Negri fará um novo grande mandato, porque é sua característica trabalhar muito em prol da cidade. Com esse raciocínio vou desenvolver o mandato.

Como pretende desempenhar seu papel de fiscalizar o poder Executivo?

A nossa principal função é de fiscalizar o Executivo. Vou acompanhar a peça orçamentária, que já estou lendo, e participar de todas as discussões que envolvam grandes projetos a serem implementados pela prefeitura.

Há alguma área ou setor em que pretende atuar mais?

Quero atuar em todas, com destaque à educação, saúde, lazer, esportes e cultura para os bairros. E, também, lutar para a urbanização e melhoria das comunidades.

O que acha que a Câmara pode fazer pela população com 11 vereadores novos?

Tenho certeza de que os novos vereadores eleitos e os reeleitos darão o melhor em seus mandatos. Todos têm boas intenções e boas propostas.

O senhor já tem ou teve alguma proximidade com o trabalho da Câmara de Vereadores? De que forma? Que tipo de dificuldade acha que pode enfrentar como legislador?

Sempre acompanhei o trabalho da Câmara, porque ajudei a eleger vereadores no passado. Agora, estou estudando o Regimento Interno e a Lei Orgânica Municipal para entender o seu funcionamento.

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar