,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Em meio a seus edifícios históricos, região central ganha nova unidade do Sesc
  • Cinquenta anos depois, as pessoas da sala de jantar
  • Mostra reúne 20 gravuras Goya, que marcam fase obscura do pintor

Suplente do PPS quer honrar votos a Lóca
Rubens Vitti Jr.
10/01/2017 13h55
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 

Aldisa Vieira Marques, conhecido como Paraná, foi eleito vereador em 2016, com 1.606 votos, e tornou-se primeiro suplente pelo PPS, substituindo Lóca Vitti, morto no início de dezembro do ano passado em um acidente. Nascido em Inajá (PR), em 27 de maio de 1967, Paraná é motorista do setor rural, função que deve deixar de exercer para se dedicar 100% à Câmara. Filiado ao PPS, partido que apoiou o prefeito eleito Barjas Negri (PSDB), ele disse que fará o papel de fiscalizador da prefeitura, não sendo omisso e “ficar atento quando a prefeitura fizer algo que não esteja de acordo aos trâmites legais, pedir sempre explicações se houver dúvidas”. Paraná é o último entrevistado na série da seção Persona que expôs o trabalho de todos os vereadores eleitos para o próximo pleito. 

10-001-013.jpg

Qual a sua ocupação atual?

Motorista

Deve mantê-la mesmo com a rotina da Câmara?

Não, pois tenho que dedicar-me ao máximo na Câmara para todos que votaram ou não em mim e fazer assim um bom trabalho na cidade.

Por que o desejo de ser vereador?

Por morar em bairros mais pobres e com necessidades básicas e viver o dia a dia junto com estes moradores os quais são meus amigos. Vivi sempre em busca de fazer o melhor, correndo sempre para trazer condições melhores no âmbito social, onde por muitas vezes senti na pele as dificuldades por não conseguir coisas tão simples para nós. Por isto que nasceu o meu desejo onde vejo que agora poderei defender a causa de todos e, mais ainda, dos que mais necessitam de um representante no Poder Legislativo.

O senhor já se candidatou quantas outras vezes? Em quais eleições?

Uma vez. Em 2012, onde 1.201 amigos deram seu voto de confiança a mim. E não desisti, continuei o trabalho de contribuir e ajudar a população de Piracicaba. E mais este ano onde tive 1.606 votos de confiança de amigos.

Como se sentiu quando soube da notícia que iria ocupar uma cadeira no Legislativo após a morte de Lóca?

Me senti com a responsabilidade bem maior, devido a esta notícia muito triste por esta perda irreparável para todos nós e principalmente aos familiares, pois Lóca foi um dos amigos do PPS que me deu palavras de conforto no momento que não entrei por 21 votos em outubro deste ano.

Pensa em atuar de modo que suas ações cumpram algumas demandas de Lóca, como para os bairros Santana e Santa Olímpia?

Sem dúvidas, pois, como disse anteriormente, a responsabilidade dobrou. Meu amigo Lóca teve um excelente reconhecimento nas eleições e todos depositaram seu voto de confiança e creditaram suas expectativas a ele para uma cadeira na Câmara de Vereadores. Estarei honrando cada voto de confiança que deram ao meu amigo Lóca sendo produtivo, proveitoso e útil a todos.

O que pensa da participação popular nas decisões legislativas? Como trabalhar isso?

Vejo como fator primordial a participação popular nas decisões no Legislativo. Trabalhar com clareza nos que se diz respeito aos projetos ou leis que favoreça a todos no município.

Levando em conta o cenário político e econômico atual, o que pensa sobre poder estar por quatro anos como legislador na cidade?

Será um grande desafio, mas com a certeza de poder contribuir com o desenvolvimento em nossa cidade.

Como o senhor avalia o trabalho de um vereador hoje?

O vereador deve ter comunicação direta com a população, receber as reivindicações, conversar para poder resolver de forma rápida e dinâmica as necessidades no município. Trabalhando com este princípio e utilizando os recursos que a tecnologia oferece, poderei trabalhar e oferecer o melhor para a população de nossa cidade.

Quais projetos e ações tem em mente para atuação como vereador?

Irei atuar em favor de toda população jovem e adulta, mas em especial às pessoas com deficiência, crianças e idosos, pois são os que mais necessitam de atenção. Tenho projetos direcionados a estas pessoas e apresentarei projetos de leis em favor delas, melhorando a qualidade de vida de todos.

Na última legislatura o salário dos vereadores e prefeito, para esta próxima, permaneceu congelado. O vencimento dos políticos é sempre uma discussão polêmica. O que o senhor acha do salário atual dos vereadores?

Vejo como uma decisão correta de congelar os salários, devido à crise econômica e política do país o qual afeta diretamente os municípios. Entendo que a população, devido aos grandes escândalos no Brasil, fiscalizam e demonstram que não aceitaram o mesmo do passado, por este motivo que firmo de honrar cada centavo a mim pago, pois na Bíblia está escrito que o trabalhador é digno do seu trabalho.

Qual região foi mais representativa da cidade que contribuiu para sua obtenção de votos?

No bairro onde moro, Jardim Santo Antônio, Novo Horizonte, Kobayat, Monte Líbano, São Jorge, Jaraguá e em outros bairros também, pois fiz muitas amizades ao longo destes 20 anos em Piracicaba e agradeço, primeiramente a Deus, e a todos pelos votos de confiança depositado a mim para poder representar a população na Câmara de Vereadores.

O que acha que poderá fazer para a comunidade durante o mandato? E pelo município como um todo?

Trabalhar de forma transparente, buscando sempre a qualidade do serviço prestado, fiscalizando e sendo a voz da população no Legislativo.

Seu gabinete já está montado? Quais critérios o senhor utilizou ou utilizará para escolher sua equipe?

Sim. Pessoas que chamo de amigos os quais confio e tem os mesmos pensamentos que o meu. Os critérios foram primeiramente união e trabalhar com honestidade, compromisso com a população e honrar a oportunidade que cada eleitor nos confiou para poder representa-los na Câmara de Vereadores nestes quatro anos.

Acha que o fato de ser da base aliada do prefeito eleito, assim como todos os novos vereadores, pode refletir de alguma forma no seu mandato? O que pensa a respeito?

Irá refletir de forma positiva, pois iremos nos unir em um só propósito na Câmara, de ajudar o prefeito Barjas nos trabalhos e no desenvolvimento para Piracicaba, mas sempre defendendo os interesses da população, fiscalizando, sendo um vereador atuante.

Há alguma área ou setor em que pretende atuar mais?

A saúde pública é o meu principal foco para buscar melhorias na cidade. É a área em que serei mais atuante e com o apoio do deputado Roberto Morais e PPS, partido o qual fui eleito, irei trabalhar para captar mais recursos para nossa cidade.

O que acha que a Câmara pode fazer pela população com 11 vereadores novos? O que pensa sobre a renovação no Legislativo?

Acredito que muitas coisas boas irão acontecer por sermos 11 pessoas com objetivo parecido: fazer o melhor para nossa cidade. Buscávamos esta oportunidade de ser a voz da população na Câmara, estamos unidos neste propósito e confiantes em honrar a mudança que a população escolheu, visando um futuro melhor para nossa cidade.

Como pretende desempenhar seu papel de fiscalizar o poder Executivo?

Não ser omisso, ficar atento quando a prefeitura fizer algo que não esteja de acordo aos trâmites legais, pedir sempre explicações se houver dúvidas.

10-001-014.jpg

Aldisa Vieira Marques (Foto: Isabela Borghese/JP)

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar