Pesquisadores do Museu Nacional farão intercâmbio no Smithsonian

Pesquisadores do Museu Nacional farão intercâmbio no Smithsonian
Fonte: Agência Brasil

Pesquisadores que perderam material de trabalho com o incêndio no Museu Nacional, em 2 de setembro, foram convidados por uma missão diplomática dos Estados Unidos para fazer um intercâmbio no Smithsonian, instituto do governo norte-americano associado a um dos maiores complexos de museus do mundo. 

O grupo tem 14 pesquisadores que tinham urgência em concluir suas pesquisas. O programa custeará as passagens e a estadia nos Estados Unidos, além de conceder uma ajuda de custo. Para o diretor do Museu Nacional, Alexander Kellner, essas bolsas ajudam a instituição, por permitirem que os pesquisadores continuem trabalhando.

A mestranda em patrimônio geopaleontológico Beatriz Hörmanseder, de 26 anos, foi uma das selecionadas para o intercâmbio. Desde a graduação, ela trabalhava em um fóssil de crocodilo anão encontrado no Ceará que estava em vias de ser identificado como uma nova espécie em sua dissertação de mestrado. Com o incêndio, os restos do animal foram destruídos, obrigando a pesquisadora a começar no zero, analisando outro espécime. 

“Perdi um exemplar que é único. Um projeto que era único”, diz ela, que conta ser raro um pesquisador ter a oportunidade de descrever uma espécie nova na paleontologia. “Agora, vou descrever um animal que eu ainda não sei. Já tinha muita coisa escrita do anterior. Toda a bibliografia. Mas agora é começar do zero”.

Beatriz vai trabalhar na descrição de outro espécime de crocodilo, cujo fóssil foi encontrado nos Estados Unidos em 1914 e guardado anos depois no Brasil, no Centro de Pesquisa de Recursos Minerais.

Em seu intercâmbio no exterior, a pesquisadora vai aproveitar para comparar esse fóssil com outras espécies já descritas nos Estados Unidos. A viagem de 18 dias dará a ela a oportunidade de receber orientação de pesquisadores estrangeiros que faziam parte de sua bibliografia. “É uma oportunidade única. Vou conhecer pessoas que eu só lia em artigos científicos”, diz ela.

Pesquisadores do Museu Nacional farão intercâmbio no Smithsonian