PF e PM prendem traficante de drogas em Capivari

drogas Túnel construído para facilitar a fuga do suspeito. ( Foto: Divulgação)

Com apoio da Polícia Militar, a Polícia Federal de Piracicaba capturou um condenado por tráfico de drogas que estava foragido desde novembro de 2014. A prisão ocorreu num sítio na cidade vizinha de Capivari (39 km de Piracicaba), pela manhã, onde o foragido residia com a família. Além disso, segundo a PF, foram cumpridos quatro mandados de prisão, expedidos pelas Varas Criminais de Piracicaba, Capivari, Lençóis Paulista e Itapecerica da Serra.Dois mandados são decorrentes de condenação e dois são de prisão preventiva. Num dos casos de prisão preventiva, já houve sentença condenatória em primeira instância. As penas aplicadas até o momento totalizam 38 anos e 6 meses de reclusão, conforme informou a PF.

Uma das condenações se refere a um laboratório subterrâneo de drogas localizado no bairro Tanquã, em Piracicaba, em 31 de maio de 2013, pois chamou a atenção pela audácia dos criminosos. De acordo com a PF, na ocasião foram apreendidos aproximadamente 500 quilos de cocaína, 5.000 litros de produtos químicos e diversas máquinas para preparação de drogas para distribuição. Os produtos ilícitos estavam no interior de um armazém subterrâneo de 60 metros quadrados, guarnecido com espessa tampa de concreto e aço, dotado de sistema hidráulico de acionamento.

Em uma das buscas – voltadas ao cumprimento dos mandados de prisão – foram vistoriadas três propriedades rurais pertencentes ao foragido no município de Capivari. De acordo com a PF, durante a ação policial realizada por integrantes da Força Tática, do Comando de Operações Especiais e do Helicóptero Águia -, o procurado tentou fugir através de um túnel construído sob a casa principal, com acesso à mata contígua. Assim como no caso do laboratório subterrâneo, o foragido contava com um esquema de fuga bem engenhoso caso fosse procurado ou encurralado pela polícia. O túnel media cerca de 50 m de extensão, contava com iluminação, ventilação natural e artificial, e sua entrada ficava dissimulada no armário de roupas do quarto principal. “A captura ocorreu após duas horas de buscas na mata e nos canaviais”, informou a PF.

(Cristiane Azanha)