Piracicaba é finalista em prêmio nacional do CIEE

Estudantes trabalham na prefeitura com apoio do CIEE (Foto: Divulgação) Estudantes trabalham na prefeitura com apoio do CIEE (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Piracicaba é umas das 26 finalistas – 1,2 mil organizações públicas e privadas foram avaliadas – do 10º Prêmio CIEE Melhores Programas de Estágio, que reconhece boas práticas na formação de jovens profissionais. A cerimônia de premiação acontece amanhã (4), no Teatro CIEE, localizado no Itaim Bibi, em São Paulo, a partir das 18h30, com transmissão ao vivo pelo canal oficial do CIEE no Youtube. Atualmente, a Prefeitura conta com 806 estagiários, que realizam funções diversas em todas as secretarias municipais.

Segundo o regulamento, 26 empresas serão contempladas, de acordo com o número de estagiários, nos segmentos Empresas Privadas e de Economia Mista, Terceiro Setor e Órgãos Públicos e Empresas públicas. O Prêmio é uma iniciativa do CIEE em parceria com a ABRH-SP (Associação Brasileira de Recursos Humanos – Seccional São Paulo (ABRH-SP) e com o apoio metodológico do instituto de pesquisa The Gallup Organization.

De acordo com o secretário da Administração, que cuida da contratação dos estagiários, Erotides Gil Bosshard, o fato do apoio metodológico de um instituto especializado como Gallup, valoriza ainda mais o mérito da Prefeitura pela forma como constrói e desenvolve seus programas de aprendizado profissional. “Também é importante ressaltar que como os programas foram avaliados por questionário, respondido por 20.525 estagiários, fica fácil entender que o nível de satisfação dos quase 800 estagiários da Prefeitura que participaram do questionário foi importantíssimo para essa classificação de nosso município nesse prêmio”, destacou Bosshard.

EXPERIÊNCIA PRA VIDA

Entre os estagiários da Prefeitura está Andressa de Brito, 27 anos. Ela curso Direito na Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) e atua na Prefeitura, na área jurídica. “Tem sido uma experiência muito boa. Mexo com cartas, cobranças, extinção de processos… O pessoal é atencioso: exige, mas também ensina”, disse.

Para Maria Isabel de Oliveira Santos, 17 anos, que cursa o ensino médio, o estágio é, também, seu primeiro emprego. Ela atua na Atenção Básica, que pertence à Secretaria de Saúde. “Faço de tudo um pouco. Atendo as pessoas, tiro cópias, mando textos para as unidades de saúde. É meu primeiro emprego e estou adorando. Fui recebida de braços abertos. Só tenho de agradecer”, contou.

Da Redação