Piracicaba está entre as 8 que mais investiram em 2017

cidade Dados são do anuário da Frente Nacional dos Prefeitos. ( Foto: Amanda Vieira / JP)

Piracicaba foi uma das oito cidades da região Sudeste que conseguiram aumentar seus investimentos em 2017, conforme o anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, lançado na última semana pela FNP (Frente Nacional dos Prefeitos). De acordo com o relatório, o município ficou em 22º lugar no ranking de cidades do Sudeste que aumentaram seus investimentos no ano passado e em 49ª colocação no panorama nacional, somando investimento na ordem de R$ 59.657 milhões.

Em sua 14ª edição, a publicação utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apresentando uma análise do comportamento dos principais itens da receita e despesa municipal, tais como ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza), IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), FPM (Fundo de Participação dos Municípios), despesas com pessoal, investimento, dívida, saúde, educação e outros.

No ranking nacional, Piracicaba, com pouco mais de 397 mil habitantes – segundo aponta o estudo – ficou à frente de cidades como Vitória (ES), com 363 mil moradores, e as mineiras Betim e Juiz de Fora, com 427 mil e 563 mil habitantes, respectivamente.

Entre as oitos cidades do Sudeste que aumentaram os investimentos no ano passado estão as paulistas Campinas, Guarulhos e Osasco, além de Belford Roxo (RJ), Ribeirão das Neves (MG), São João de Meriti (RJ), Belo Horizonte (MG). As maiores quedas foram registradas nos municípios de Campos dos Goytacazes-RJ (-97,2%), Mauá-SP (-82,1%), São José dos Campos-SP (-80%), Rio de Janeiro-RJ (-77,1%), Ribeirão Preto-SP (-75,5%) e Petrópolis-RJ (-73,7%).

Conforme o levantamento, as prefeituras destinaram R$ 13,85 bilhões de seus recursos próprios para investimentos, menor valor desde 2002. Além disso, a União e os Estados cortaram drasticamente os recursos voluntários. Os balanços municipais revelam que, em 2017, a União transferiu para os municípios R$ 5,72 bilhões, 38,1% menor do que o repassado em 2016. Os Estados reduziram as transferências em 31,8%, com apenas R$ 2,13 bilhões.

A Prefeitura de Piracicaba foi procurada – por meio da assessoria de imprensa – para que o prefeito Barjas Negri ou o secretário de Desenvolvimento Econômico e vice-prefeito, José Antônio de Godoy, comentassem o ranking, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno.

(Beto Silva)