Piracicaba tem queda de 58% nos casos de roubo a veículo, segundo SSP

Delegado Rissato afirma que resultado reflete trabalho conjunto os órgãos de Segurança (Claudinho Coradini/JP)

Os índices criminais divulgados pela SSP (Secretaria de Estado de Segurança Pública) apresentaram queda nos dois primeiros meses do ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. O destaque ficou para o roubo de veículos que apresentou decréscimo de 58. Foram 55 ocorrências registradas em 2017, ante 23 neste ano. O furto de veículo apresentou queda de 10% com 130 casos este ano, ante 145. No caso de roubos outros (que envolvem as várias modalidades, em residências, estabelecimento e pedestres, por exemplo), totalizou 116 registros neste ano, ante 179, no ano anterior, com diminuição de 35% dos registros. Já os furtos outros também tiveram a diminuição de 4% (595 em 2019 e 612 em 2018).

Nos crimes considerados “contra a vida”, como a tentativa de homicídio resultou em sete registros no ano passado, ante três neste ano (-57%). O homicídio teve pequena queda de quatro casos no ano passado, ante três neste ano.

O delegado Seccional de Piracicaba, Américo Sidnei Rissato considerou a queda dos índices criminais refletem o resultado do trabalho conjunto com os demais órgãos que compõem o sistema de segurança pública e a política de trabalho ‘tolerância zero’. “Estão entrosados Polícia Civil, Polícia Militar, Guarda Civil, Ministério Público, Justiça e SAP (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária)”, disse o delegado. “Todos falando mesma língua, seguindo na mesma direção. Só assim, unidos, conseguimos alcançar nossos objetivos que é o de manter a segurança dos piracicabanos e demais cidades da região sob controle”, enfatizou Rissato.

SSP

De acordo com a SSP, o Estado de São Paulo fechou o segundo mês do ano de 2019 com reduções nos casos e vítimas homicídio e latrocínio, além de diminuição nas ocorrências estupros e todas as modalidades de roubos e furtos.

Os roubos em geral diminuíram 12,9%. Foram registrados 22.244 boletins de ocorrência desta natureza em fevereiro de 2018 e 19.383 no segundo mês deste ano – 2.861 casos a menos. É o menor número de casos desde 2013.

O total de boletins de ocorrência de homicídio doloso reduziu 10,5%, passando de 237 para 212, em números absolutos foram 25 a menos. A quantidade é a menor de toda a série histórica, iniciada no ano de 2001.

 

Cristiani Azanha