Piracicabanos depositam esperança nas urnas

Esperançoso

 

Confira vídeo:

Parte dos eleitores de Piracicaba compareceu às urnas pela manhã, nesse domingo (28), para escolher o novo governador do Estado de São Paulo e o novo presidente da República. O sentimento em comum entre os eleitores era de esperança, principalmente em relação à eleição presidencial. A reportagem do JP acompanhou a movimentação pela manhã em escolas como Pedro Moraes Cavalcanti, no bairro Nova Iguaçú, na Apaf (Antonio Pinto de Almeida Ferraz), no Jardim Caxambu, Dr. Dario Brasil, na Pauliceia. “Está tranquilo, não registramos problemas. O pessoal está vindo em peso de manhã”, destacou Alexandre de Oliveira, do Apoio Logístico do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), da Apaf, escola com 9 seções eleitorais e cerca de 1.000 eleitores.

Entre os eleitores da Apaf que escolheram votar pela manhã, estava Rafael Jorge, 35, engenheiro elétrico. A escolha pelo período da manhã, segundo o engenheiro, foi para ficar com o restante do dia livre para outras atividades. Ele demonstrou-se otimistas com o futuro do País. “Vivemos um momento de crise na política, na economia, além de moral, mas temos que fazer nossa parte, votar com consciência. Eu estou torcendo para que mude a situação, para o bem do País”, ressaltou.

A professora Shana Zanetta, 74, também compartilha do mesmo sentimento. Apesar de não ser obrigada a votar, por ter mais de 70 anos, ela fez questão de comparecer à urna. “Votar é um dever de todo cidadão, seja qual for o candidato que ele escolha. Apesar de haver muita corrupção no Brasil, estou esperançosa de que mude para melhor”, afirmou.

Embora tenha ido votar pela manhã no primeiro turno, desta vez a diarista Samira Ventura Marques, 41, deixou para a parte da tarde, mas com o mesmo otimismo. “É que eu tive compromissos de manhã, então deixe para a parte da tarde desta vez. Mas estou esperançosa de que, se Deus quiser, a situação no Brasil vai melhorar”, disse. (Eliana Teixeira/ JP)