Piscina do Complexo Aquático está interditada há dez meses

Projeto para a reforma continua em fase de elaboração e somente após conclusão será aberta licitação. (foto: Amanda Vieira/JP)

A piscina olímpica do Complexo Aquático Municipal‘Dr. Samuel de Castro Neves’em Piracicaba completa dez meses de interdição. A Selam (Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Atividades Motoras) ainda não tem previsão de liberação para uso da população. De acordo com as informações da assessoria da Selam (Secretaria de Piracicaba, a piscina está interditada desde setembro de 2018, quando apresentou problemas estruturais. De acordo com o setor de comunicação, o projeto para reforma continua na fase de elaboração e a expectativa é de que a Semob (Secretari Municipal de Obras) conclua projeto para que seja aberta a licitação para as obras ainda este mês.

A prefeitura não tem uma estimativa de quanto vai investir a recuperação a piscina de 50 por 25 metros quadrados que necessita passar por reforma completa.

A interdição é questionada ela população e, em abril, uma petição on line foi criada pedindo agilidade à prefeitura para que providenciasse a manutenção e a consequente liberação do espaço à sociedade.

PARCERIA

A assessoria de imprensa da Selam informou ontem que desde que o local apresentou problema na estrutura, a pasta elaborou um plano emergencial onde nenhum aluno ficou sem aula. Os mesmos foram realocados para outros locais, como clubes, instituições, entidades e associações parceiras da Selam, espalhados pelo município.

Segundo a pasta, 800 pessoas têm participado as atividades nesses locais, a assessoria de imprensa destacou ainda que ‘ninguém foi prejudicado’ com o fechamento da piscina olímpica e que as atividades seguem mesmo durante o inverno.

Segundo o setor de comunicação, neste Período todas as aulas de natação são realizadas no complexo Aquático na piscina adaptada devido ao aquecimento da água “Neste período os alunos podem optar por continuar a prática ou retornar no Período de verão (final de setembro)”, informou a secretaria em nota.

 

Beto Silva
[email protected]