PM Ambiental multa em R$ 70,5 mil proprietário de plantação de cana após queimada

Multa foi proporcional a área queimada. (Divulgação/PM Ambiental)

A Polícia Militar Ambiental multou o proprietário de uma plantação de cana-de-açúcar em R$ 70,5 mil, onde ocorreu uma queimada, na quinta-feira (20). De acordo com a corporação, a sanção foi proporcional ao tamanho da área do incêndio, que foi de 70,503 hectares. A identidade do responsável pela propriedade rural não foi informado pela polícia.

Na tarde desta quinta-feira, os policiais foram checar uma denúncia pela internet sobre uma queimada em uma propriedade rural que fica próximo ao campus Taquaral da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba.  No local informado anteriormente pelo denunciante, os policiais constataram que foi queimada uma área de cultivo de cana-de-açúcar.

Os policiais conseguiram localizar o responsável pela propriedade, que teria informado que que não tem autorização para queima da cana e que o incêndio foi criminoso. Segundo ele, provavelmente foi feito por pessoa desconhecida. Os PMs também constataram que o fogo não atingiu APP (Área de Preservação Permanente) nem fragmento ou maciço florestal.

SANTA GERTRUDES

Na terça-feira (18), os policiais constatou o corte de 32 árvores da espécie Leucena em APP e o corte 20 exemplares arboreos nativos (18 embaúbas, um guapuruvu e um sangra d’água) em área comum. 

Árvores em APP foram cortadas. (Divulgação/PM Ambiental)

Foi realizado contato com o representante da propriedade , o qual informou não ter autorização para as referidas intervenções. Foi identificado a pessoa contratada para realizar a limpeza no local e em seu poder foram encontradas três motosserras, que teria sido ter usado para cortar as árvores. Além de ter a ferramenta apreendida foi multado em R$ 32 mil.

Cristiani Azanha