PM Ambiental multa homem em R$ 14,5 mil

Multa Gaiolas foram destruídas pelos policiais militares. ( Foto: Divulgação)

A Polícia Militar Ambiental multou – em R$ 14,5 mil – um homem flagrado com aves silvestres em sua residência, em Iracemápolis, anteontem. O suspeito teria se apresentado com criador de pássaros. No interior de sua casa, os PMs encontram 15 aves, das quais nove delas era da fauna silvestre sem anilhas ou outra identificação. Além de outra ave silvestre anilhada sendo utilizada como chama, com um alçapão acoplado a gaiola e também uma ave com anilha aparentemente adulterada. Além da multa, o infrator vai responder por crime ambiental. As aves sem anilhas foram apreendidas e soltas em seu habitat, as gaiolas destruídas e descartadas no eco ponto do município de Santa Gertrudes.

De acordo com a corporação, uma equipe esteve na residência do suspeito para checar uma denúncia sobre suposta venda de pássaros silvestre de caça. O acusado alegou ser criador amador de pássaros e apresentou sua relação atualizada, com 15 aves em seu plantel. No entanto, os PMs constataram que nove aves da fauna silvestre estavam sem anilhas, e ainda uma ave silvestre anilhada sendo utilizada como chama, ou seja, ela era colocado em um local estratégico para cantar e atrair outras aves da mesma espécie e que seriam comercializadas. Além da multa, ele vai responder pelo crime ambiental que trata “matar, perseguir, caçar, apanhar, coletar ou utilizar espécimes da fauna silvestre, sem a devida permissão, ou em desacordo com a lei”.

(Cristiani Azanha)