Polícia ataca protesto contra presidente Daniel Ortega em Manágua

Polícia ataca protesto contra presidente Daniel Ortega em Manágua
Fonte: Agência Brasil

Em mais um protesto em Managuá, capital nicaraguense, houve conflitos entre agentes policiais e manifestantes.

De acordo com relatos, a Polícia da Nicarágua fez nova ação contra manifestantes durante ato pacífico contra o presidente Daniel Ortega e deteve um número não determinado de pessoas. Os policiais, que acompanhavam a movimentação desde antes do início do protesto, na região central da cidade, atacaram os participantes com bombas de som, balas de borracha e agressões físicas.

Os protestos ocorreram no sábado (29) e, entre os agredidos fisicamente pelos policiais, estão um cinegrafista da rede de TV CNN e um fotógrafo da agência de notícias AFP. Alguns manifestantes disseram que os policiais capturaram 20 pessoas. Moradores do bairro Riguero afirmaram alguns participantes conseguiram escapar pulando os muros das casas.

Ontem (29), a Polícia Nacional tinha advertido que os protestos contra Ortega são “ilegais”. Organizações humanitárias ressaltaram que a legislação nicaraguense permite manifestações como um direito constitucional.

A Nicarágua vive uma crise sociopolítica que gerou vários protestos contra a administração de Daniel Ortega e deixou mais de 300 mortos, conforme organismos de Direitos Humanos nacionais e estrangeiros. Dados oficiais, no entanto, informaram que 199 pessoas morreram.

A onda de protestos contra Ortega começou em abril. Manifestantes saem às ruas para denunciar a repressão, a ausência de liberdade de expressão, a violência policial contra civis e uma série de medidas políticas e econômicas que estão em discordância com os desejos da sociedade. 

*Com informações da Agência Efe

Polícia ataca protesto contra presidente Daniel Ortega em Manágua