Polícia Civil abre concurso para 2.939 vagas

Vagas abertas para vários cargos. (Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil abriu o novo concurso com previsão para 2.939 vagas. A autorização para as novas vagas foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira (4). Prevê a seguinte distribuição: 250 vagas para delegado, 900 para investigador, 1.600 para escrivão e 189 vagas para médico legista.

Os salários para início de carreira são: R$ 9.888,07 (delegado), R$ 3.743,98 (investigador), 3.743,98 (escrivão) e R$ 7.516,02 (médico legista). Todos os cargos necessitam de curso superior e no caso da vaga para delegado é preciso ser bacharel em direito e experiência de dois anos na área.

Nos concursos anteriores tiveram as provas  com questões de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, constituída de questões objetivas, consistentes em testes de múltipla escolha.

Para ingressar à corporação é preciso estar em dia com as obrigações militares (no caso de candidatos do sexo masculino), eleitorais, ter idade mínima de 18 anos, não possuir antecedentes criminais e ter boa conduta na vida pública e privada.

Os candidatos devem ficar atentos no edital do concurso que deve ser publicado em breve, com as informações sobre a data e taxa das inscrições, realização das provas, que é classificatória e as demais etapas eliminatórias, que conta com avaliação psicológica, investigação social, entre outros. Após a publicação do edital, a prova deverá ser realizada em menos de 90 dias.

EFETIVO

O Sindpesp (Sindicato dos Delegados da Polícia Civil do Estado de São Paulo) divulgou em seu site o defasômetro, que apurou a defasagem de 14.098 vagas em todas as carreiras da instituição, segundo a última atualização realizada no dia 31 de maio de 2019. Entre todos os cargos a maior carência está nos investigadores que prevê a falta de 3.320 investigadores, seguida pelos escrivães que totalizaram 3.212 , delegados com a falta de 831 profissionais e 287 para médicos legistas.

 

Cristiani Azanha