Polícia Civil cadastrará vigilantes noturnos

delegado Delegado seccional acompanhará o cadastramento. ( Amanda Vieira /JP)

A Polícia Civil inicia nesta semana o cadastramento de vigilantes noturnos, que estão em atuação por meio da determinação do diretor do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), Antonio Luís Tuckmantel. Na tarde de ontem, ele participou de uma reunião com o delegado seccional Américo Sidnei Rissato para definir as diretrizes sobre o andamento dos trabalhos em conjunto com a prefeitura.

Segundo Tuckumantel, a ideia é fazer uma aproximação com esses profissionais. “Precisamos saber quem são essas pessoas, pois entendemos que nem todos trabalham a favor da segurança e por outro lado, desde que seja um profissional idôneo, pode passar a ser os olhos da polícia na rua. Afinal, nem sempre é possível a polícia estar em todos os lugares”, disse o diretor ao informar ainda que, após o cadastramento, outro passo importante será a padronização dos trabalhadores desse segmento. “Somente os vigilantes cadastrados poderão usar colete padronizado”.

Rissato afirmou que vai acompanhar o cadastramento, pois considerou que os vigilantes poderão estar em várias partes da cidade ao mesmo tempo. “Poderemos fazer essa aproximação para que eles também possam ajudar a Polícia Civil por intermédio de informações”, comentou Rissato. “Daremos andamento neste trabalho que deve ser implantado com sucesso na cidade”.

A cidade de Limeira já implantou o cadastramento. Em março de 2017, um vigilante noturno ajudou a Guarda Civil a prender um acusado de furtar um estabelecimento na área central da cidade. O vigilante teria flagrado o suspeito, que retornou ao local do crime, para possivelmente furtar mais objetos e avisou a corporação que efetuou a prisão.

 

(Crisitiani Azanha)