Polícia Civil descobre central de distribuição de drogas, no São Dimas, em São Pedro

drogas Ação contou com apoio do Canil da PM; cão pastor localizou parte das drogas. (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil descobriu uma central de distribuição de drogas, que funcionava em uma residência no bairro São Dimas, em São Pedro. No local foram apreendidas 672 porções de maconha, crack e cocaína, além de R$ 7.430. Uma jovem de 22 anos e dois rapazes de 21 e 23 anos foram presos acusados de tráfico de drogas e associação para o tráfico. A investigação foi conduzida pelo delegado de São Pedro, Marcel William Oliveira. A ação contou com o apoio do Canil do 10º BPMI (Batalhão de Polícia Militar do Interior).

O delegado afirmou que os policiais receberam uma denúncia anônima de que um traficante havia abastecido um ponto, onde ocorria comércio de entorpecentes, e para despistar uma eventual ação policial, enterrou parte das drogas em um terreno localizado ao lado da biqueira. “O local já vinha sendo investigado como ponto onde ocorre o ilícito comércio de entorpecentes sendo certo que foi realizada operação visando prisão em flagrante. Um dos suspeitos foi abordado na frente da residência e o casal no interior da casa. Percebemos que as porções estavam em vários cômodos da casa. No interior do imóvel encontramos uma chave que abre um portão que dá acesso para um terreno ao lado da residência. Constatamos que o terreno aparentemente tinha sido mexido e, por isso, solicitamos o apoio do Canil”, afirmou Oliveira.

Um cão da raça pastor belga de malinois vasculhou a área e localizou um tijolo de maconha e mais porções de droga que estavam em sacos plásticos com fecho zip lock contendo em seu interior erva esverdeada, substância petrificada aparentando se tratar de crack e, ainda, substância em pó de cor branca, aparentando se tratar de maconha.

Os investigadores localizaram no interior da casa dos suspeitos R$ 430,60 e moedas, que estavam dentro de uma bolsinha, contendo um rolo filme alumínio contendo em seu interior substância petrificada aparentando se tratar de crack.

No quarto do casal, os policiais encontraram porções de droga em cima de um colchão. O restante do dinheiro estava dentro de uma bolsa de viagem.

Todos os envolvidos foram conduzidos à delegacia, onde prestaram depoimento e depois ficaram em celas separadas na carceragem até as respectivas apresentações às audiências de custódia.

(Cristiani Azanha)