Polícia Civil identifica motociclista que atropelou garoto de dez anos

Menor, que dirigia a moto, alegou que fugiu porque ficou com medo (Divulgação/Polícia Civil)

Os policiais civis do 1º Distrito Policial identificaram um adolescente de 17 anos como o responsável pelo atropelamento de um menino de dez anos, no dia 4 deste mês. O menor teria pegado a motociclista de uma tia para dar uma volta e teria se envolvido no acidente. O adolescente esteve no 1º Distrito Policial, acompanhado de sua mãe, mas foi liberado em seguida. A vítima de atropelamento ficou internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Fornecedores de Cana, mas foi transferido no sábado (9) para a Pediatria Menino Jesus da unidade, porém sem precisão de alta.

O investigador do 1º Distrito Policial Celso Boiadeiro disse que durante a apuração do ocorrido conseguiu identificar um adolescente que teria causado o atropelamento de um garoto na semana passada. “Conseguimos chegar até uma oficina, onde ele estaria trabalhando e finalmente encontrei a mãe do menor. Disse que o garoto deveria ser apresentado na delegacia”, afirmou o policial.

Durante depoimento ao delegado Rinaldo Puia, o menor teria informado que pegou a motocicleta de sua tia que estava estacionada na frente da casa para dar uma volta até o final da rua. “Ele disse que a chave estava na ignição e teria ligado o veículo para ir até ao final da rua, mas quando já estava retornando o menino teria saído de trás do carro e não teve como impedir o atropelamento. Ele alegou que fugiu do local do acidente, pois era adolescente e obviamente não tinha carteira de habilitação. Contou ainda que fugiu porque ficou com medo da reação das pessoas”, afirmou Boiadeiro.

O CASO
Segundo o boletim de ocorrência, a vítima estava a caminho da casa de sua avó, quando um rapaz que empinaria sua motocicleta atropelou a vítima. O garoto foi socorrido ao hospital por um conhecido da família. Na época, a mãe da vítima, uma dona de casa de 38 anos, informou à Polícia Civil que todos os finais de semana acontece uma aglomeração de pessoas, onde vários jovens ficam empinando as motocicletas.

 

Cristiani Azanha