Polícia Civil prende mulher que movimentava as finanças de organização criminosa

Mulher foi presa no Mário Dedini. (Divulgação/Polícia Civil)

Uma mulher de 27 anos, apontada como a responsável pela movimentação financeira de organização criminosa, foi presa na manhã desta quarta-feira (3), em sua residência, no bairro Mário Dedini pelos policiais civis da UIP (Unidade de Inteligência Policial) e GOE (Grupo de Operações Especiais). A ação dez parte da operação “Wellfare” e foi realizada em várias cidades do Estado com foco tem como foco desmantelar células do crime organizado. Foram cumpridos aproximadamente 70 mandados de busca e prisões.

Durante a apuração, os investigadores do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) estiveram na casa da suspeita, no Mário Dedini. Ela foi identificada pela Polícia Civil a responsável pela movimentação financeiras dos associados a organização criminosa na região de Piracicaba. A mulher teria permitido, que criminosos usassem sua conta bancária para realizarem a lavagem de dinheiro. Na casa dela, os policiais recolheram extratos bancários e outros documentos que serão analisados pela Polícia Civil.

Segundo os policias, o marido da mulher também faz parte da facção criminosa e está cumprindo pena no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Piracicaba.

A mulher deverá ser encaminhada para uma unidade prisional de Presidente Prudente, onde está sendo centralizada as investigações sobre a cédula criminosa. Treze mulheres já foram presas durante a apuração.

No Estado, também participaram da operação, o GIR (Grupo de Intervenção Rápida), da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) e o Ministério Público.

De acordo com a polícia, as mulheres investigadas tinham funções específicas dentro da facção.  Eram elas quem faziam o “atendimento” aos familiares dos integrantes da organização como ajuda no transporte para visitação dos presos, pagamento de alugueis, entre outros. Os membros da organização que estavam nas ruas eram os responsáveis pela “arrecadação” para a facção.

 

Cristiani Azanha