Polícia cumpre mandado de busca em Piracicaba durante Operação Luz na Infância

Polícias Civil e Federal participaram (Arquivo/Agência Brasil)

Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros Vila Fátima e Cidade Alta, nesta quarta-feira (4) durante a Operação internacional Luz na Infância, que está na quinta edição. Foram apreendidos dois celulares, um notebook e uma CPU e dois aparelhos celulares. Ninguém foi preso. A atividade está sendo realizada pelas polícias Federal e Civil em  estados do Brasil e mais seis países. A coordenação é do MJSP (Ministério da Justiça Segurança Pública). O objetivo da ação é  identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.

“Os equipamentos de informática que foram apreendidos serão encaminhados para o Instituto de Criminalística de Piracicaba. Esses dois alvos continuam sob investigação”, afirmou o delegado Vagner Rogério Romano, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), que coordenou as ações em Piracicaba.

Delegado Vagner Romano atuou em Piracicaba (Amanda Vieira/JP)

 

Cerca de 80 policiais federais dão cumprimento a 17 mandados de busca e apreensão nos estados do Paraná, Santa Catarina, Amazonas, Amapá, Maranhão, Alagoas, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro. No total da operação, 656 policiais, em 11 estados brasileiros e, ainda, nos Estados Unidos, Panamá, Paraguai, Chile, Equador e El Salvador atuam nas buscas decretadas contra 105 alvos, cumprindo mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

Os materiais com pedofilia foram identificados por equipes do Laboratório de Inteligência Cibernética, da recém-criada Secretaria de Operações Integradas, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

OUTRAS FASES

Segundo a PM, a quarta fase da operação foi realizada no dia 28 de março de 2019 em 26 estados e no Distrito Federal resultou no cumprimento de 266 mandados e 141 pessoas presas. A terceira, ocorreu no dia 22 de novembro de 2018. Operação deflagrada no Brasil e na Argentina com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas. Na segunda, as Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas, no dia 17 de maio de 2018 e a primeira foi realizada no dia 20 de outubro de 2017. Foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Foram presas 108 pessoas.

 

Cristiani Azanha

[email protected]